a_cruz

Resista à amargura. A amargura é um sentimento contra Deus ou pessoas. Começa com injustiça real ou imaginária, que leva a profundo rancor e hostilidade. Tornamo-nos amargos por causa de eventos trágicos: morte de um filho, infidelidade conjugal, fracasso num negócio ou desemprego. Todos experimentamos eventos trágicos ou sofremos tratamento injusto em algum momento da vida. Quando isto ocorrer evite o precipício da amargura. Aprenda a lidar com a amargura como José, que mesmo diante da injustiça de ser vendido como escravo pelos irmãos, evitou a amargura por meio de sua confiança em Deus.                                  .

Evite a desobediência. Desobedecer significa desafiar Deus de forma direta e deliberada. O rei Salomão caiu nessa armadilha. Embora tivesse começado bem e abençoado por Deus, sua vida terminou de forma trágica. Desobedeceu a Deus deliberadamente, é uma lição para nós. Dons excepcionais ou bençãos incomuns na vida ou ministério não são garantias de que permaneceremos fiéis até o final. Seja a tentação à imoralidade, o amor ao dinheiro ou qualquer outra armadilha, nenhum de nós está isento do perigo da desobediência. É caminhar com Deus que nos ajuda. Teremos menor probabilidade de desafiar a Deus se vivermos conscientes de sua presença; se nos esforçarmos em colocar cada plano, cada ação sob o escrutínio de sua Palavra e orarmos a respeito de todos os aspectos de nossa vida.                                                                                                              

Expulse o orgulho. A essência do orgulho é acreditar que não precisamos de Deus. Esse foi o problema do rei Uzias, exemplo lamentável de alguém que começou bem, foi abençoado, mas não terminou bem. Ele morreu leproso, isolado da família e separado de Deus. O orgulho com frequência acompanha o sucesso, quer nos negócios, esportes, campo acadêmico ou no ministério cristão. Como Uzias, tornamos-nos resistentes à reprovação ou conselho. Pensamos que sabemos tudo. Finalmente nos desviamos por completo. Não terminamos bem, apesar de pensar que estamos sendo fiéis a Deus. Deixamos de produzir frutos no seu reino. Para agradar a Deus devemos andar com Ele, viver na consciência de Sua presença e manter a comunhão com Ele pela Palavra e oração. Temos de cultivar uma comunhão consistente com Deus pela meditação na Palavra, pela oração e por um tempo a sós diariamente.
Andar com Deus significa comunhão com Ele o dia todo.

Igreja do Nazareno Central de Campinas (SP)

About these ads