You are currently browsing the tag archive for the ‘Diante do Trono’ tag.

monte-sinai

 

No Evangelho de Marcos 11.22-24, Jesus nos dá o ensinamento necessário para ordenarmos que cada situação de ataque, e contrária à vontade de Deus, saia da nossa vida. Nos versículos 22 e 23 Jesus nos diz assim: “Tende fé em Deus, porque em verdade vos afirmo que, se alguém disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar no seu coração, mas crer que se fará o que diz, assim será com ele”.

 

A partir do momento que sabemos qual é à vontade de Deus para nós, podemos exercer a nossa autoridade, nossas palavras baseadas em Deus são poderosas e vencedoras. Mas o dizer da boca para fora não leva a nada. Não adianta cantarmos músicas maravilhosas se não crermos que estamos cantando essas verdades para nós. Muitos estão na igreja há tanto tempo e não têm vivido a realidade das promessas porque dizem, porém não crêem no que estão dizendo.

 

Jesus nos fala claramente: “Se alguém disser ao monte: ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar no seu coração”. O nosso coração dever estar sempre confiante na Palavra de Deus, pois, em Provérbios 4.23, aprendemos que é do nosso coração que procedem as fontes da vida. Ele deve estar firmado na fidelidade de Deus.

 

Dizer a Palavra de Deus é tremendamente importante, contudo, precisamos não somente dizer, mas crer que aquilo que proferimos é a verdade mais poderosa e forte do que os ataques do inimigo sobre nós.

 

A fé que temos em nós, a própria fé de Deus, nos faz olhar não para a montanha, e sim para a bênção que está atrás dela. Deus não nos disse para olharmos para a montanha e sim para dizermos a ela que saia! Diga a palavra de Deus e não duvide. Ela é capaz de remover todo impedimento que possa vir ao seu caminho.

 

Creia nas palavras de comando que você libera no mundo espiritual, pois elas são poderosas para mudar não apenas uma situação, mas também capazes de mudar a sua história. Tire os olhos da montanha e olhe, com os olhos da fé, para a sua bênção que está atrás da montanha.

 

Pr. André Valadão –Igreja Batista da Lagoinha (MG)

louvor-praia

Certo dia eu cantava uma música do Ministério de Louvor Diante do Trono e instantaneamente meu espírito foi incomodado para prestar bastante atenção ao que eu acabara de declarar: “irei contigo, onde quer que fores meu Senhor, o teu chamado cumprirei na alegria ou na dor [..].” * Devido aos modismos muitas vezes, nós cristãos, temos cantado as músicas simplesmente por cantar. Será que você já se sentiu assim? Entramos na onda e sutilmente ignoramos o que proferimos.

Eu passei por isso! Fui confrontada. Eu pensei, será mesmo que eu irei? Passarei pela dor por Jesus? Nossa boca muitas vezes diz coisas que muitas vezes não estamos preparados para viver ou cumprir. Devemos lembrar que Deus vai nos questionar uma hora ou outra, pois se eu disse que estarei a disposição dele, chegará um momento em que ele vai me convocar. Isso é natural. Deus nos ensina e nos dá capacidade para realizar seus feitos, o que precisamos fazer é sempre estarmos convictos do que queremos e do que vamos fazer. Por isso é tão importante que vivamos o que cantamos e cantemos o que vivemos.

Depois desta situação, nunca mais cantei o que eu não me sentia preparada para fazer. Claro, que se tal atitude não era algo que Deus havia me questionado para fazer, caso contrário o melhor é obedecer sem questionar. Vou tentar ilustrar o que estou tentando expor com um exemplo: Se eu não estou preparada para morrer por Cristo, devo eu abrir a boca e falar para ele que eu estou preparada para ir como missionária para um país em que cristãos são perseguidos e mortos? Mas é claro que não. É isso que estou tentando dizer. Se eu falo tenho que cumprir. E isso serve para todas as coisas em nossa vida. Vivendo e aprendendo.

Isso não é uma tarefa fácil. Muitas vezes pecamos justamente naquilo que pregamos, questionamos ou aconselhamos. Além disso, ainda existe a pressão e as dificuldades mediante uma escolha positiva por Deus e sua vontade.

Que possamos abrir nossos lábios justamente para aquilo que estamos preparados para fazer. Se você se sente capacitado para dizer:“Cumprirei tua visão, cumprirei minha missão, morrerei se preciso for, por amor a ti” *, cante, mas cante com convicção.

Devemos lembrar que somos testados no que falamos. E é importante entender que buscar a Deus e fazer a sua vontade é muito valioso e vale a pena. Deus é maravilhoso e cuida de nós.

Portanto, amados irmãos, que possamos ser bons exemplos quando abrirmos os nossos lábios para proferir o que somos e o que prometemos ser ou fazer. Que Deus realmente possa contar conosco todos os dias de nossas vidas. Lembre-se que tudo aquilo que você se sente incapacitado para fazer é Deus quem vai lhe capacitar. E Deus jamais vai lhe exigir algo que você não poderá cumprir.

Tudo vai depender do que estamos dispostos a fazer por Deus!

Que o Senhor os abençoe cada vez mais!

Trechos de músicas utilizadas

  • Eis-me aqui / Esperança – DT / Ana Paula Valadão Bessa

  • Minha Paixão / Livre – Ministério Intimidade

Vanessa Freitas (Lagoinha.com)

E ai, você tem vivido aquilo que você tem cantado? Não deixe de fazer seu comentário sobre o assunto.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.