As pessoas têm a capacidade de se adaptar em qualquer clima. Seja no pólo norte ou no maior calor do deserto. Algumas com suas preferências por frio e outros pelo calor.
 
E você, tem tendência para beduíno ou esquimó?
Espiritualmente temos que escolher ser quente ou frio.
 
Apocalipse 3:14-16
 
A Bíblia nos apresenta a misericórdia de Deus, mas também é clara em Sua justiça em relação às nossas escolhas.
 
A realidade dos opostos quentes e frios.
Jesus falou destas coisas ao citar a diferença entre ovelha e cabrito, joio e trigo, das noivas prudentes com as néscias, mas o grande diferencial da categoria são os mornos. Estes considerados meio termos.
 
Nesta carta, Deus trata de uma maneira que vai ao ponto, fala com autoridade de que “tudo vê e tudo sabe”. Ele revela a realidade e que ninguém pode enganá-Lo, é incisivo e duro.
 
Para isso Ele nos mostra na Sua Palavra estes termos.
 
1- Frio: A vida do cristão é marcada pela busca a Deus, é a sua prioridade. Ele mesmo nos dá as direções: “Buscar-me-eis e me encontrares quando me buscardes de todo vosso coração”, “Buscai em primeiro lugar o reino de Deus e todas estas coisas vos serão acrescentadas”…
 
Este termômetro vai dizer o quão longe ou perto a pessoa está de Deus.
Como exemplo naquela brincadeira de quente ou frio para encontrar um presente escondido.
Assim é com nossa vida em relação à nossa busca com Deus, quanto mais nos distanciamos de dEle mais frios vamos ficando.
Se resolvermos buscar a Ele, começamos a nos esquentar espiritualmente.
 
Ser frio é a pessoa que prova pelo seu desinteresse com as questões divinas, que não têm temor de Deus, não assumem os seus pecados, se afasta de tudo o que representa Deus porque se incomoda, fica com o coração endurecido, evita estar na igreja, começa a achar que tudo o que se refere à Deus passa a ser um grande exagero, se acomoda com o pecado e ainda acaba ficando com a consciência limpa porque esta distante de Deus.
 
No livro de Ezequiel, o profeta chama isso de coração de pedra, a pessoa despreza as coisas e direções de Deus e que se conforma com a vida acabando na morte física.
Querem “curtir a vida”, esse é seu conceito, mas ainda dize que crê em Deus.
 
2- Mornos: Jesus diz que é melhor ser frio  do que morno, por quê?
Quando se está morno não se tem a impressão de que está chegando perto?
 
Pessoa com aparência de vida, mas esta morta, é hipócrita, esta na igreja, na obra, participa de ministério, conhece a Palavra e a Deus, mas veste uma capa a qual é comparada a um sepulcro caiado.
Quando havia festas nas cidades, os túmulos eram pintados com cal, para que as pessoas passassem e não pisassem em cima e também por uma questão de beleza. Eram pintados por fora, mas representavam sepulturas de mortos.
Sepulturas são lugares fedidos, por fora pintados e por dentro guardam coisas podres.
 
A Bíblia nos adverte: “… se apartem do fermento dos fariseus…” (Mt 16:6)
Os religiosos têm zelo, amam a Deus, mas rejeitam a Jesus, a Palavra viva que veio em carne.
Os religiosos são pessoas que  representam algo que não são. Querem aparecer e ser reconhecidos por homens. Os fariseus eram religiosos e faziam questão de se mostrar e que na Palavra diz que oravam de pé e ainda criticavam os outros.
Estamos falando dos mornos que são criteriosos, detalhistas quando olham para o pecado dos outros, mas não olham para si, são insubmissos, infelizes e não vivem o que pregam.
 
Morno é o meio termo, nem está tão perto e nem tão longe, mas acham que serão justificados diante de Deus.
 
“Jesus já está com o estômago embrulhado só de pensar”
 
3- Quentes: Foi aquele tocado por Deus.
 
Normalmente não sabe nem tanta coisa da Bíblia, mas busca, é humilde, é cheio do Espírito e onde toca incendeia, tem amor que transborda e contamina quem está por perto.
É dependente de Deus e quando erra, não finge que nada aconteceu se arrepende verdadeiramente, reconhece aonde caiu e o que vai importar é se consertar com o Senhor e não o que vão pensar. Jesus advoga com justiça e perdoa.
 
O inferno faz festa achando que esfriou, mas uma gotinha da misericórdia do Senhor levanta e não deixa isso acontecer.
O relacionamento do cristão quente é com Deus e não simplesmente cumprir um rito de vir na igreja.
O quente é vivo, o morno é mecânico.
O quente faz por amor, o morno é um fardo a cumprir.
O quente faz com alegria porque faz para Deus e se alegra de uma vida sendo salva, o morno pergunta: só uma??
 
Mas o morno tem como se esquentar, basta:

  • Reconhecer que é morno.
  • A Palavra ministrada e revelada tem que entrar e permanecer, pedir perdão pelo orgulho, vaidade e apostasia.
  • Geralmente a palavra é sempre para quem está do lado, não vê a realidade, o odor desagradável que está sendo produzido em si mesmo, mas se a pessoa se humilhar, a graça de Deus é aspergida sobre esta vida e começa a ser tocado e a ouvir a voz de Deus. O coração que estava como aço, começa a ser derretido e quebrantado e rios de águas vivas começam a correr dentro dele.
  • Gastar tempo com Deus, criar o ambiente secreto  de adoração, buscar a Deus, pedir amor, não importa o quanto saiba da Bíblia, quantas vidas ganhou, quantas curas. Deus diz: sem amor de nada nos vale.
  • Transformar as críticas em intercessão.
  • E o principal, pedir para Deus revelar a sua glória para que nossa vida seja transformada e que sejamos um instrumento de poder. (IICor 3:18)

Deus abençoe!

Ap. Rina – Igreja Evangélica Bola de Neve

Anúncios