sou_careta

É difícil apenas imaginarmos a situação de alguém sendo flagrado portando drogas, indo para a cadeia e dividindo uma cela com vários detentos. Infelizmente, porém, essa é a realidade de muita gente que começou como em uma brincadeira, usando drogas para se divertir, e acabou com a vida completamente destruída.

Pensando nisso, gostaria de trazer uma palavra do coração de Deus aos que se encontram em uma situação semelhante. Talvez, esse seja o seu próprio caso: talvez, você tenha começado, observando a sua “turma”, fazendo o uso de drogas de vez em quando e, depois de ir aumentando as doses também sem perceber, encontra-se escravizado e necessitando de variedades mais fortes para se satisfazer.

De fato, o tipo de droga não importa e tampouco a quantidade em que é utilizada. Os vícios aprisionam, deixando pouca escolha para quem os alimenta, além da insaciabilidade, antes de obter o objeto de seu desejo, e o arrependimento quando passa o seu efeito. E depois muita tristeza e solidão, que certamente lhe tiram o prazer da existência.

Por isso, se esse é o seu caso, o verso 36 do capítulo 8 do Evangelho de João se aplica a você. Esse versículo afirma que “se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. É uma verdade. Deus o criou para ser livre, assim como é provável que no seu interior você próprio deseje uma vida de liberdade. Mas é preciso a sua fé para que isso aconteça. Embora o abandono de qualquer coisa que tenha se tornado um hábito seja muito difícil, com Deus (felizmente), apenas a sua fé é suficiente. Então creia no Senhor Jesus e seja liberto. Se ele o libertar, você está livre, por certo.

Fique na paz,

Ap. Rina – Igreja Evangélica Bola de Neve (SP)