You are currently browsing the tag archive for the ‘Assembléia de Deus de Bonsucesso’ tag.

BN5

Lucas 14. 28 – 33

Nesta passagem, o Senhor Jesus pergunta sobre coisas. Tenho cuidado com as perguntas de Deus, pois tem perguntas que são impossíveis de responder. Deus perguntou para Ezequiel: “poderão reviver estes ossos?” A resposta do profeta foi perfeita e pode ser a nossa resposta também: “eu não sei, mas tu sabes.” O pior na história de Jó foi quando seus amigos acharam que sabiam das respostas. Quando tentamos racionalizar, procurando respostas, nos perdemos. Há momentos que é melhor termos ao nosso lado, pessoas que não procuram entender, mas que creiam. Em Jó 38.2, 3, 4 Deus faz perguntas a Jô: “Quem é este que escurece os meus desígnios com palavras sem conhecimento? Cinge, pois, os lombos como homem, pois eu te perguntarei, e tu me farás saber. Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Dize-mo, se tens entendimento.”

Daí por diante, Deus faz muitas perguntas a Jó. Mas a pergunta inicial foi: “Quem é este que obscurece o propósito?” ou seja, “Quem é que lança cobertas sobre o propósito?”.  Muitas vezes o propósito vai estar obscurecido, e não conseguimos ver por onde prosseguir.  No texto de Lucas, Jesus pergunta sobre a construção e sobre as estratégias de guerra. O homem faz planos, cria estratégias e etc, mas o Senhor pergunta se podemos levar até ao final a obra. Davi venceu muitas batalhas, não por causa das estratégias, mas por consultar ao Senhor. Eu avalio, faço as contas de construir ou guerrear, mas para ser discípulo tenho que abrir mão de ter o mapa do caminho. É saber que a pouca é força, mas não fugir da guerra e não deixar se abater. Não podemos deixar que o medo obscureça o propósito de Deus.

Queremos respostas e explicações. Caminhar sem respostas é um desafio. Mas a nossa segurança não está em ter bens, plano de saúde, reservas de dinheiro, mas ter o Senhor caminhando conosco. Nós não sabemos como fazer, mas Ele tem as estratégias. Às vezes o propósito é tão grande, que não sabemos se conseguiremos alcançar. No entanto, chegaremos à conclusão de que é o Senhor que faz. O que é propósito de Deus na sua vida, Ele vai cumprir.

Pare de tentar criar caminhos por você mesmo. Diga: “Senhor, tu sabes.” Então as respostas chegarão, e o sobrenatural acontecerá. Se Deus está com você, siga os caminhos que Ele te guia. Abra mão de querer saber as respostas antes do tempo. Ande pela fé, que é andar pelo que não vê, mas pelo que crê.

Deus sabe. Ele é soberano. Você não sabe, mas Ele sabe. Não pare, não mude o curso, não recue. Se achar que não consegue chegar no alvo, descanse no Senhor, que Ele pode fazer você chegar no alvo, ou fazer com que o alvo chegue até você.

Sara Cavalcanti – Assembléia de Deus de Bonsucesso (RJ)

* Está autorizada a reprodução desta mensagem, desde que respeitando a citação do autor. Para adquiri-la COMPLETA em CD ou DVD, ligue para (21)2270-4543 ou por e-mail livraria@adbonsucesso.com 

Anúncios

silencio

Mateus 15.21 – 28

Muitas vezes enfrentamos problemas que são maiores do que as nossas forças, como esta mulher Cananéia. A filha endemoninhada era um problema que estava acima da capacidade da mãe. Tem problemas que estão acima da nossa capacidade de resolver. Problemas físicos, nós conseguimos até tratar, mas problemas de âmbito natural, nós não conseguimos. Só Jesus consegue resolver problemas espirituais, e Ele nunca está longe. Ele pode solucionar o problema. A solução tem etapas:

1º – ADMINISTRAR O SILÊNCIO DE DEUS.

Quando Jesus ficou em silêncio, os discípulos deram uma sugestão, que está no versículo 23: “Despede-a, pois vem clamando atrás de nós.”

E Jesus responde: “Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.” Mas a sua resposta não foi direcionada para a mulher, e sim para os discípulos. Para os discípulos Jesus dá uma resposta, mas para a mulher não. Parecia que Jesus estava ignorando a mulher. Mas não estava. O silêncio de Deus é momentâneo. E este tempo de silêncio não é uma negativa de Deus ao nosso respeito. Este silêncio, é uma demonstração de amor, para nos tratar e nos fortalecer para ver até aonde vamos chegar.

O mesmo Senhor que fez este milagre, vai também operar em sua casa. Aquela mulher tinha ciência de que Jesus poderia fazer alguma coisa. E ela veio clamando atrás de Jesus. Entenda, ela veio clamando. Existem pessoas que desistiram de ir atrás de Jesus e clamá-lo. Você precisa continuar clamando, mesmo quando há o silêncio. Talvez ela poderia ter ficado em casa, tentando administrar o problema, mas ela era resignada. Ela veio atrás clamando.

O silêncio de Deus não significa que Ele perdeu o controle!

Tenha uma injeção de ânimo! Ele tem o controle de tudo o que acontece na frente, mas também atrás. O diabo quer mais que você fique prostrado em casa. A 1ª coisa que acontece com determinadas pessoas, quando vem a luta, é a prostração. Esteja indo atrás, ao encontro de Jesus, clamando. Isto não é desonra.

Até aonde você está disposto a caminhar clamando?

Aquela mulher era tão resoluta que ela não espera pelo seu marido. Ela arregaça as mangas e parte para resolver.

2º – ADMINISTRAR A INDIFERENÇA DO PRÓXIMO.

Aquela mulher não estava gritando atrás dos discípulos, mas quando eles vão falar dela para Jesus, eles dizem: “Despede-a, pois vem clamando atrás de nós.”  Ele estava focada em Jesus! Ela, além de, enfrentar o silêncio de Deus, teve que enfrentar a indiferença. Jó enfrentou também esta indiferença, quando seus amigos o questionavam sobre o seu relacionamento com Deus.  No meio da luta podemos entrar em crise, porque tem pessoas que vão estar indiferentes à sua dor. Não se importam com o seu clamor e lamento.

Aquela mulher, apesar do silêncio de Deus e da indiferença do próximo, consegue adorar a Jesus.  Jesus falou com ela depois da adoração. Ela focou toda a sua vida em Jesus. Ela superou a dor, o silêncio e a indiferença, e adorou ao Senhor! É assim que devemos agir! O silêncio de Deus é momentâneo, e se você adorar, Deus falará com você.

O milagre aconteceu depois da adoração!

Pr. Jayme Soares – Assembléia de Deus de Bonsucesso (RJ)