You are currently browsing the tag archive for the ‘dificuldade’ tag.

grande_deus

“A ti, ó Deus, confiança, e louvor em Sião!” (Salmo 65:1)

Assim Davi começa seu salmo de louvor a Deus. Um salmo de uma beleza arrebatadora que consegue em seus treze versículos resumir, de forma majestosa. toda a essência da mensagem bíblica.

Agora, não há como ler as palavras que Davi pronuncia diante de Deus, seja em oração ou em canção; e não ser remetido à história de sua própria vida.

Pense em alguém que passou anos e anos escondendo-se pelas cavernas do deserto. Alguém que teve que refugiar-se até mesmo na terra de seus próprios inimigos. Na verdade, houve um tempo, em que era mais seguro para ele, estar na terra de seus adversários declarados, do que na de seus falsos admiradores.

De algum modo, els sobreviveu aos seus desertos para reinar sobre uma nação. Sobreviveu ao seu momento para viver o seu destino. Passou por perigos, enfrentou privações, administrou crises, perseverou através de noites escuras; mas, chegou do outro lado, pela graça de Deus.

Não é à toa que ele começa seu salmo dizendo: “A ti, ó Deus. confiança e louvor em Sião!”. Se algo, Davi havia aprendido, havia sido a confiar em Deus. Em meio a todas as suas lutas e lágrimas, ele sabia que Deus era fiel às Suas promessas. Ele sabia que aquilo que Deus prometia, Ele cumpria. Na verdade, o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.

Ele continua e diz: “ó Tu que escutas a oração, a Ti virão todos os homens”.

Será que podemos compreender que nenhum de nós ainda estaria aqui, não fosse a misericórdia de Deus? Ele é o Deus que escuta a oração. É o Deus que ouve o clamor do aflito. Ele é aquele que antes que clamemos, nos responde; e quando ainda estamos falando, nos ouve.

Isto não encoraja você a orar? Não incentiva você a derramar seu coração diante dEle, sabendo que Ele é digno de confiança e que Ele está ouvindo o seu clamor?

Mas, ele não para aí, mas continua discorrendo sobre a natureza do Deus em quem cremos.

Ele é um Deus perdoador, que nos satisfaz com a bondade da sua casa. Um Deus que nos responde com tremendos feitos em Sua justiça. Ele é o nosso Salvador e a esperança de todos os confins da terra e dos mares longínquos. Ele é o que consolida os montes, que aplaca o rugir dos montes e o tumulto das gentes. Ele é aquele que nos faz exultar de júbilo; aquele que visita a terra e a rega, o que a enriquece copiosamente. Ele é o que coroa o ano de Sua bondade e cujas pegadas destilam fartura.

Pode você pensar em quão grande e maravilhoso é o nosso Deus? Ele é um grande Deus. Não o Deus que a religião nos apresenta; mas alguém que nos amou até as últimas conseqüências. Na verdade, nós O amamos, porque Ele nos amou primeiro.

A história da minha caminhada com Ele não começou por iniciativa minha, mas dEle. Ele me buscou. Ele me achegou a Si. Ele me atraiu. Ele me escolheu. Ele se entregou por mim. Na verdade, o salmo diz: “feliz aquele a quem escolhes, e aproximas de ti, para que assista em teus átrios: ficaremos satisfeitos com a bondade de tua casa – o teu santo templo”.

Talvez, este seja um tempo difícil para você. Quem sabe você tem tido que viver um dia de cada vez, um dia por vez. Pode até ser que você nem mesma consiga compreender o que está acontecendo em sua vida; mas, nunca esqueça algo: Deus é por você! E se Deus é por nós, quem será contra nós?

Eu sei que você pode estar se sentindo enfraquecido, mas isto vai passar. Deus está no controle de todas as coisas. Ele ama você demais para deixá-lo neste momento. Na verdade, Ele nunca está tão perto do que nos momentos mais difíceis de nossa vida. Apenas, faça como Davi e olhe para Deus com confiança. Ele é poderoso para terminar a obra que começou em sua vida. Nada que Ele iniciou irá ficar inacabado. Deus mesmo vai cuidar de você.

Na hora da luta, nossa tendência é ver o tamanho de nossa dificuldade; pensar na demora para chegar o amanhecer; mas, se há algo que pode nos ajudar é lembrar a grandeza do nosso Deus.

Hoje, você pode estar chorando; mas você ainda vai voltar a sorrir e a celebrar como fez Davi. Na verdade, agora mesmo, no meio da luta, podemos levantar nossa voz e exaltá-lo, porque Ele ainda reina. Ele é um grande Deus.

Se Ele pode consolidar os montes, Ele pode fortalecer a minha vida. Se Ele pode aplacar o rugir dos mares, Ele pode aplacar o rugir das lutas que se levantam em meu caminho. Se Ele pode visitar a terra e regá-la, Ele pode regar a minha vida e fazê-la crescer para a Sua glória. Se Ele pode abençoar os campos, Ele pode abençoar a sua e a minha vida. E Ele o fará, por causa de Sua bondade e misericórdia.

Pr. Paulo Cardoso – Igreja Encontro com a Vida – Tijuca (RJ)

luz-mao

O título é uma alusão ao que o Senhor Jesus certa vez disse aos discípulos. Eles não compreendiam os fatos. Eram-lhes obscuros. O Mestre cuidou de aquietar-lhes a alma e assegurar-lhes que, adiante, tudo ficaria claro.

Quantas vezes não é assim em nossa vida pessoal? Não conseguimos discernir o que acontece ao nosso redor ou conosco mesmo, e perdemo-nos em conjecturas extemporâneas, absurdas, sem saber aonde chegaremos ou quais serão os resultados.

Vemos as incompreensões, acompanhamos as injustiças, submetemo-nos aos julgamentos alheios precipitados e sem nenhum fundamento nos fatos, para, então, perguntarmos: “por que, Senhor?”

Por outro lado, há ocasiões em que Deus nos conduz pelo vale estreito sem que vislumbremos o que há depois da próxima curva. Parece que vamos cair no precipício. Ficamos inconformados com muitas coisas permitidas por Deus. Queremos respostas, mas não as temos. Foi o que Jó experimentou em sua vida pessoal. O que ouvia de Deus era o silêncio.

Mas assim como o patriarca atravessou o vale e então compreendeu a sua história, não será diferente conosco. Descansemos no Senhor. Esqueçamos as incompreensões. Não nos tornemos amargos com as injustiças. Amanhã saberemos por que temos passado por tudo isso.

O que faço agora, diz o Senhor, você entenderá depois.

Pr. Geremias Couto (Escritor, jornalista, conferencista, autor do livro “A Transparência da Vida Cristã”, um estudo teológico-devocional sobre o Sermão do Monte, comentarista da revista “Lições Bíblicas” para a Escola Dominical, publicada pela CPAD, pastor evangélico, presidente da Omega Mission Ministry, Inc, membro da Casa de Letras Emílio Conde, editor pela CPAD da Bíblia de Estudo Pentecostal, verbete do Dicionário do Movimento Pentecostal e Coordenador Nacional do projeto Minha Esperança, realizado no Brasil pela Associação Evangelística Billy Graham em parceria com as igrejas evangélicas, e Representante Nacional da mesma organização no Brasil).

sem-saida1

Quando nos sentimos encurralados, é muito importante saber como reagir a isso corretamente. Nossa primeira linha de defesa deve sempre ser a oração. O momento de orar não é quando já esgotamos todas as outras possibilidades e opções. O momento de orar é AGORA – a qualquer momento, em qualquer lugar e sobre qualquer coisa. (12) Podemos agradecer a Deus por suas bênçãos, glorificá-lo por sua fidelidade e louvá-lo por quem ele é. Se estamos muito envolvidos e não sabemos o que orar, podemos orar em Espírito. Algumas vezes a única oração que conseguimos fazer com muito esforço é, “Ajude-me!”, mas está bom assim. Deus conhece nosso coração e se preocupa com o que estamos passando. (13)

Entenda que oração abre as portas para que Deus entre e comece a trabalhar. Também mostra ao Senhor que estamos humildemente crendo e descansando na ajuda dele. Eu creio que uma das melhores formas que temos para orar é usando versículos da Palavra.

Isaías 62:6 diz: “sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda noite jamais se calarão (não estarão em silêncio); vós (os que são seus servos) os que fareis lembrado o Senhor (e suas promessas), não descanseis…”. O significado disso é que temos que respeitosamente lembrar do Senhor e de tudo que ele fez e falou em sua Palavra. Porque a Bíblia diz que Deus está ativamente em alerta cuidando para o cumprimento de sua Palavra. (14)

Outra atitude que precisamos tomar é parar de fazer um inventário de tudo o que não temos. E isso significa que precisamos evitar falar coisas como “eu não tenho dinheiro… eu não tenho nenhum ‘conhecimento’ nesta área…” ou “eu não tenho ninguém para me ajudar”. Eu aprendi que tudo o que preciso para ser bem sucedido é ter Deus ao meu lado. Não devemos medir isso pela quantidade de dinheiro que temos no banco, quanta educação eu adquiri, ou quantas pessoas estão em meu círculo de influência. Precisamos focar no suprimento ilimitado do Deus a quem servimos. El Shaddai – o Deus provedor, irá nos dar o que precisarmos no momento em que precisarmos.

Só mais um pouco – já estamos chegando ao final!

Para concluir, quero deixar com você um pouco do que acredito. São quatro versículos dos mais encorajadores das Escrituras: “Tudo vai passar”. Todas as situações que estamos vivendo neste momento vão passar, não ficaremos na situação atual pra sempre. Deus é bom e está no controle. Ele sabe quantos fios de cabelo tem em sua cabeça e recolhe todas as suas lágrimas. (15) Ele tem profundo conhecimento do que você passou, do que você está passando e do que ainda irá passar.

Somente por você não conseguir ver uma saída, não significa que ela não exista. As promessas de Deus para nós é que em todas as provas ele proverá (sempre) uma saída, para que você seja capaz, forte e poderoso para suportar a situação pacientemente até o final. (16)

Se você está tentando entender o que Deus vai fazer para as coisas acontecerem, eu quero lhe incentivar a parar. Ao invés disso, relaxe. Entregue-se aos cuidados de Deus e viva a vida um dia de cada vez. (17) Quando você sentir que as coisas estão fora do controle, abra sua boca e diga: “Deus, eu preciso de ti. Eu entrego esta situação em tuas mãos. Não sei como o Senhor irá fazer para solucionar, mas eu não preciso saber. O Senhor já fez isso antes e sei que pode fazer novamente. Dá-me de tua graça e paz. Não importa quão loucas as coisas pareçam, eu não irei preocupar. Sei que tu estás no controle”.

(12) Ler Efésios 6:18. (13) Ler Hebreus 4:15. (14) A Bíblia, Jeremias 1:12. (15) Ler Lucas 12:7; Salmos 56:8. (16) A Bíblia, I Coríntios 10:13. (17) Ler Mateus 6:34.

por Joyce Meyer