You are currently browsing the tag archive for the ‘escolhas’ tag.

cruzamento

Salmos 119.25-30

 

119.25 A minha alma está pegada ao pó; vivifica-me segundo a tua palavra.

119.26 Eu te contei os meus caminhos, e tu me ouviste; ensina-me os teus estatutos.

119.27 Faze-me entender o caminho dos teus preceitos; assim falarei das tuas maravilhas.

119.28 A minha alma consome-se de tristeza; fortalece-me segundo a tua palavra.

119.29 Desvia de mim o caminho da falsidade, e concede-me piedosamente a tua lei.

119.30 Escolhi o caminho da verdade; propus-me seguir os teus juízos.

 

Nos precisamos acertar!!!

 

Não é fácil escolher, tomar decisões. Precisamos aprender a tomar decisões. Precisamos analisar melhor as decisões que vivemos tomando por ai.

O dia-a-dia nos cobra muito. São cobranças e decisões que precisam ser tomadas na vida profissional, pessoal, sentimental, familiar, espiritual… Decisões em todas as áreas da vida e que vão nos acompanhar até o fim das nossas vidas.

Não adianta fugir das decisões, um dia você terá que tomar.

 

João 8.7-9

 

8.7 E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.

8.8 E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra.

8.9 Quando ouviram isto, redargüidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio.

 

As pessoas nesse texto estavam à beira de tomar uma decisão errada, precipitada.

Até os mais velhos, mais expedientes quando não estão em base com a palavra de Deus, erram.

A palavra de Deus nos corrige, alinha, nos direciona, nos dá respostas sábias para todas as áreas das nossas vidas.

 

João 15.16

 

“Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda”.

 

Deus te escolheu. Você é uma pessoa querida, especial para Ele.

“Deus nos mostra o caminho. Deus nos mostrar que não é por ai. Puxa o freio de mão, segura a onda, pare com essa empolgação, espera um pouquinho mais para não tomar decisões erradas, precipitadas para sua vida”.

Ninguém gosta de esperar, essa é a grande verdade. Mas precisamos esperar em Deus, pois Ele tem o melhor. Quando não esperamos em Deus, não confiamos Nele.

 

Nossos planos e projetos devem estar de acordo com os princípios da palavra de Deus.

Fale de Jesus ao seu próximo. Faça planos, projetos. Estabeleça alvos.

 

Existem mulheres que esperaram a vida toda pelo príncipe encantado. Deus até colocou ele no caminho, porém muitas resolveram ouvir a voz do coração e casaram com o cavalo ao invés do príncipe. Fizeram a escolha errada e hoje sofrem as conseqüências.  Por ter forçado a barra, tomou decisão errada.

 

Deus te escolheu, porque Ele te ama e tem o melhor para a sua vida.

 

Decisões erradas x Decisões certas

Você é responsável pelas decisões que você tem que fazer. Deus nos capacitou, nos deu capacidade, habilidade para isso e nos deu livre arbítrio. Ele nos dá a direção, mas a escolha, responsabilidade e conseqüências, são toda nossa.

 

Nos temos que viver pela palavra. Ela é o nosso manual para tomar decisões certas.

 

* Davi

Ele tinha uma aliança com Deus, mas quebrou a aliança

Ele tinha um caminho para trilhar, mas resolveu pegar um atalho.

Ele passou a brincar com as coisas  e começou a tomar decisões como uma criança, passou a ter atitude de menino. Ficou encantado com o momento.

 

* Sansão

Brincou com as suas decisões.

Abriu o coração para a pessoa errada.

– Onde esta o seu coração?

As suas decisões vão ter desdobramento lá na frente.

 – “Pastor, eu fiz uma besteira”

Motivo: Você não avaliou, se precipitou, não ouvi os conselhos, não consultou a Deus, resolveu seguir pelo caminho errado.

Só lá na frente é que você vai ver/sentir as conseqüências de uma decisão precipitada.

 

* Daniel 1.8

“E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia.”

 

Daniel 1.17 (mas… Deus é um Deus de ideias)

“Quanto a estes quatro jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria”.

 

Daniel não se envolveu, não se deixou levar pela falsa aparência, pela propaganda enganosa. Não caiu no papo furado do inimigo.

A verdade liberta a sua consciência, te liberta das cobranças. 

 

* Jonas 1.2 (disposição para coisas erradas)

“Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença”.

 

Jonas tinha disposição, porém só tinha disposição para as coisas erradas. Deus o mandou para um lugar e ele foi para outro.

Às vezes investimos em coisas e/ou pessoas que vão trazer tempestades.

Nunca tome decisões no calor de uma conversa.

 

Precisamos alinhar nossas decisões com a vontade de Deus.

 

Como acertar nas decisões?

1º Buscar a resposta através da Palavra de Deus

2º Viver de acordo com a vontade de Deus

3º Obedecer a Deus. 

 

Não aposte em coisas que não são para serem apostadas

Não invista em coisas que não são para serem investidas.

 

VOCÊ É RESPONSÁVEL PELAS SUAS DECISÕES!

 

Pr. Itamar Chinasso  – Igreja Batista Central de Itaúna (MG)

* Palavra ministrada no retiro de carnaval 2009 da Igreja Missionária Evangélica Maranata.

interrogacao1

Agora também, ó Deus de Israel, cumpra-se a tua palavra que disseste a teu servo Davi, meu pai. Mas, na verdade, habitaria Deus na terra? Eis que os céus, e até o céu dos céus, não te poderiam conter, quanto menos esta casa que eu tenho edificado.    (I Reis 8.26-27)

 

Precisamos aprender a tomar decisões certas. Nós precisamos constantemente tomar decisões e para isso, precisamos de sábias orientações e isso só encontramos na palavra de Deus.

 

Provérbios 28.26 diz: “O que confia no seu próprio coração é insensato, mas o que anda em sabedoria, será salvo”.

Existem filhos (as) de Deus que estão entregando o seu coração a filhos (as) do mundo. Se você é filho (a) de Deus e o outro (a) do mundo, logo o diabo passa a ser o seu sogro.

Provérbios 18.15 diz: “O coração do entendido adquire o conhecimento, e o ouvido dos sábios busca a sabedoria”.

Existem pessoas que estão ouvindo muitas vozes por ai, menos a de Deus.

Provérbios 20.18 diz: Cada pensamento se confirma com conselho e com bons conselhos se faz a guerra”.

Viva os conselhos e direção da palavra de Deus. Não ande por ai buscando conselhos vazios.

 

Nossas decisões devem estar em linha, concordância com a palavra. Se não estiver, o resultado final será desastroso.

 

Nossos amigos não estão na rua, estão dentro da nossa própria casa. Não tem como você ter amigos aqui fora se você não tem nem dentro da sua casa (Provérbios 18.24)

 

Jeremias 1.12 diz: “E disse-me o SENHOR: Viste bem”

Minha vontade x Vontade de Deus. Nem sempre o que parece correto, bonito, legal aos nossos olhos, são certos, corretos. Nem sempre minha vontade é à vontade de Deus. Na verdade, à vontade Dele, tem que ser a minha. A vontade de Deus é boa, perfeita e agradável. Ele quer o melhor para a sua vida.

 

João 10.4-5 diz: “E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos”.

Se você é do Senhor, você não pode ouvir outras vozes. A voz de Deus não trás confusão.

Quando estamos fora da palavra de Deus, nos sofremos.

 

João 5.2 diz: “Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres”. 

Muitos estão na igreja mas não reconhecem a voz do Senhor.

 

Deus não vai te abençoar pelo que você tem, mas sim pelo que você é.

 

Muitos assim como o enfermo de Betesda, está vivendo com a idéia de “EU NÃO TENHO NINGUÉM” (João 5.7)

Ele achava que a ajuda viria de homens e esqueceu que a benção vem de Deus;

 

Deus está mostrando, falando e até mesmo GRITANDOOO para mostrar a sua vontade/direção, porém algumas pessoas não estão reconhecendo sua voz e outra até reconhecem perfeitamente, porém decidiram arriscar e sofre as conseqüências de uma decisão errada. 

 

Quando você começa a andar de acordo com a vontade de Deus, as coisas fluem.

 

Pr. Itamar Chinasso  – Igreja Batista Central de Itaúna (MG)

* Palavra ministrada no retiro de carnaval da Igreja Missionária Evangélica Maranata

homem-cabeca

Nossa geração está se acostumando com a idéia de que a verdade é subjetiva e de que cada um tem a sua própria verdade. Para ser mais preciso, nossa geração parece descrer da verdade. Cada um tem a sua experiência. Cada um decide o que é bom. Cada um escolhe o que mais lhe agrada e ninguém pode interferir nessa escolha. Vivemos num mundo plural, com muitas idéias, conceitos e valores. A ética é privativa, ou seja, eu faço minhas escolhas e ninguém tem o direito de dizer se elas são certas ou erradas, até porque as pessoas estão confusas sobre a linha divisória que separa a verdade do erro. Nesse emaranhado de idéias as pessoas que são confrontadas em sua forma de pensar ou agir respondem de imediato: “isso não tem nada a ver”.

Qual é a filosofia que está por trás dessa frase? O que ela significa? O que ela induz?

1. Ela empurra as pessoas incautas para um conformismo cego com as aberrações ditadas pelo mundo. O mundo é um sistema que não leva em conta a verdade de Deus. O mundo tem a sua própria maneira de ver a vida. O mundo está posto no maligno e o maligno é o espírito que atua nos filhos da desobediência. Ser amigo do mundo é tornar-se inimigo de Deus. Amar o mundo é desprezar a Deus. Conformar-se com o mundo é inconformar-se com Deus. O mundo escarnece dos princípios da Palavra de Deus. De acordo com os ditames do mundo uma pessoa pode ser infiel ao seu cônjuge, os jovens podem ter sexo antes do casamento, as pessoas podem entupir suas mentes com filmes indecentes, a homossexualidade é apenas mais uma opção legítima, os jogos de azar são apenas uma diversão ou uma chance mais fácil de ficar rico, as boates com suas músicas sensuais e luzes sedutoras são apenas mais um ambiente que os crentes podem curtir sem nenhum conflito.

2. Ela enfraquece na mente dos crentes a idéia do certo e do errado. Ela induz as pessoas a pensarem que não existe uma verdade absoluta e que cada um pode fazer suas opções, ainda que na contra mão do bom senso, da lógica e da verdade e ainda assim, não estar em desacordo com os princípios de Deus. Precisamos entender que existe luz e trevas, certo e errado, verdade e mentira. O crente precisa posicionar-se. Ele não pode conformar-se com o erro. Ele não pode ser um seguidor da mentira. Ele é filho da luz. Ele precisa repudiar as obras do mal. Ele não pode ser massa de manobra e produto do meio. Ele precisa apresentar-se a Deus, inconformar-se com o mundo e transformar-se pela renovação da sua mente. O crente não pode ficar em cima do muro. Os covardes não entrarão no Reino de Deus. Quem não é por Cristo, é contra Cristo.

3. Ela apaga no coração do crente a idéia da santidade de Deus. Deus é santo e não pode contemplar o mal. Deus é luz e não tem comunhão com as trevas. Deus abomina o pecado. Ele exerceu juízo contra o pecado e demonstrou infinito amor pelo pecador ao mandar o Seu Filho ao mundo para morrer em nosso lugar e favor. Amar o pecado é ultrajar o sangue de Cristo. Deleitar-se no pecado é uma ofensa ao amor de Deus. Viver no pecado é colocar-se debaixo do juízo de Deus. Tentar agradar a Deus e ao mundo, procurando explorar o melhor das duas realidades é enganar-se a si mesmo. Deus não inocenta o culpado. Ele é fogo consumidor. Ele é o vingador contra aqueles, que, embora, professam conhecê-lo tapam os ouvidos aos princípios da Sua Palavra.

Conclamamos os irmãos da nossa igreja a vivermos de modo digno de Deus. Ele é santo e sem santidade ninguém verá o Senhor. Em vez de nos curvarmos à permissiva filosofia do “Não tem nada a ver”, devemos nos submeter à eterna e infalível Palavra de Deus.

Rev. Hernandes Dias Lopes – 1ª Igreja Presbiteriana de Vitória (ES)

Quando a vida de um ser humano passa por uma drástica mudança, e há um ponto que evidencia a real conversão, este só pode ser alcançado quando decidimos que nossas vidas podem agradar a Deus. Você decide a partir de quando sua vida pode agradar a Deus, e sabemos que isto não ocorre na vida de todas as pessoas que freqüentam a Igreja hoje.
Às vezes esperamos algum sinal de Deus para se achegar a Ele, e queremos saber o que Ele tem para te oferecer: casamento, salvação, benção, prosperidade… E queremos tudo, o “pacote fechado”, mas há um momento que as pessoas mudam os conceitos e começam a pensar o que podem oferecer a Deus e fazer por Ele e por sua obra. Você quer honrar a Deus e não importa mais o que os outros pensam a seu respeito, mas o que Deus pensa e acha de você, porque você não quer ser só alguém abençoado, mas alguém aprovado.
 
A VERDADEIRA BENÇÃO DE DEUS VEM QUANDO ELE TE APROVA.
“PESO da palavra do SENHOR contra Israel, por intermédio de Malaquias.
Eu vos tenho amado, diz o SENHOR. Mas vós dizeis: Em que nos tem amado? Não era Esaú irmão de Jacó? disse o SENHOR; todavia amei a Jacó,
E odiei a Esau; e fiz dos seus montes uma desolação, e dei a sua herança aos chacais do deserto.” Malaquias 1:1-3
 
Tempo de comodismo, frieza e inconseqüência, este livro confronta a mornidão, e Deus está apontando as irresponsabilidades de que os homens sofriam.
Sentença = hebraico massa, mensagem pesada.
O livro de Malaquias é só “cajado”. Coisas que vêm do céu para nossa vida, mas às vezes nos fere, machucam, cutucam.
Deus começa afirmando o seu amor, só que Deus questiona a ingratidão. Por que tão distantes? Por que tão ingratos?
O povo pergunta: Senhor, o Senhor tem nos amado?
Como? Irônicos.
Os nossos inimigos não são frutos de Esaú? E ele não era irmão de Jacó? Nosso Pai? E Deus mostra a raiz de tudo isso, e diz que amou a Jacó, mas desprezou a Esaú.
As escolhas são sementes, o que você plantou vai colher. Planta errado, decide errado, lá na frente o erro se multiplica, e a culpa é de Deus? 
 
Algo aqui não parece coerente com a essência de Deus, parece que não casa com o que Deus é, que amou um, mas odiou o outro. Por que Deus amaria um e desprezaria o outro?
 
GENESIS 25.27-34
“E cresceram os meninos, e Esaú foi homem perito na caça, homem do campo; mas Jacó era homem simples, habitando em tendas.
E amava Isaque a Esau, porque a caça era de seu gosto, mas Rebeca amava a Jacó.
E Jacó cozera um guisado; e veio Esaú do campo, e estava ele cansado;
E disse Esaú a Jacó: Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho, porque estou cansado. Por isso se chamou Edom.
Então disse Jacó: Vende-me hoje a tua primogenitura.
E disse Esaú: Eis que estou a ponto de morrer; para que me servirá a primogenitura?
Então disse Jacó: Jura-me hoje. E jurou-lhe e vendeu a sua primogenitura a Jacó.
E Jacó deu pão a Esaú e o guisado de lentilhas; e ele comeu, e bebeu, e levantou-se, e saiu. Assim desprezou Esau a sua primogenitura.”
 
Por que Deus rejeitaria a Esaú? Certo, Deus rejeitou Caim porque matou Abel, mas por que Esaú? Ele era trabalhador, bom filho, bom homem. Então você percebe que Deus amou Jacó, o nome Jacó significa “usurpador”, mas por quê Deus amou mais a Jacó que enganou mais pessoas? Porque Deus não julga o exterior, mas o coração.
O direito de primogenitura era algo muito sério, Esaú tinha o direito de escrever a história de Deus na Terra, ele trocou tudo isso por um desejo de satisfazer seu apetite, queria lentilhas. Não pensou no que tinha valor eterno. Isso diante dos céus foi uma afronta, e Deus se sentiu ofendido.
Nós podemos pensar como Esaú foi tão “burro”? Tão cego?
Será que alguém hoje crendo em Tua palavra pode acusar Esaú? Por que não é verdade que milhares de cristãos tem trocado tudo por uma gratidão carnal? Muitas vezes temos feito pior que Esaú. Trocamos nossos direitos conquistados por Jesus na cruz do Calvário por coisas que valem menos que um prato de lentilha. Mas Jacó nunca deixou de buscar com Deus a benção e a aprovação do Senhor, porque este homem valorizava as coisas certas. Deus até mudou seu nome.  De Jacó, o usurpador; ele virou Israel, o príncipe com Deus.
Quantos de nós estamos trocando nossos direitos em Cristo por coisas temporais e carnais?
 
GALATAS 5.22 – DOMÍNIO PRÓPRIO
A falta de domínio próprio tem levado muitos cristãos a saciar suas vontades e não fazer o que agrada a Deus e tem roubado a herança de muita gente. E o que é pior, quando você se distrai a tal ponto e deixa de ser aprovado por Deus acaba entrando em algo muito mais profundo.
 
Gênesis 3.14 – Então o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida.
 
O castigo de satanás seria comer o pó, as carnes daqueles que pecam contra Deus para satisfazer seus desejos.
satanás é especialista em enganar pessoas assim. Tentou fazer isso com Jesus, ofereceu o mundo inteiro a Ele.
Muitos têm caído e satanás não chega com rabinho, chifre dizendo que vai te matar, a Bíblia diz que ele vem até como anjo de luz, ele é sutil, conhece tuas fraquezas, teus traumas; não despreze as estratégias dele, ele te propõe o caminho mais largo.
 
O CAMINHO É ESTREITO E NÃO TEM ATALHOS E SÓ QUEM AMA MAIS O SEU CHAMADO E A DEUS DO QUE O CONFORTO E A APROVAÇÃO (SEJA DE QUEM FOR) VÃO PERMANCER DE PÉ.
 
Só que a falta de disciplina espiritual e de domínio próprio tem levado as pessoas a um evangelho mais “light”, e as levem a negociar com as coisas.
LIGHT É IOGURTE, COCA-COLA, PEITO DE PERU, O EVANGELHO É HARD!
Nós somos uma TRICOPOMIA: corpo, alma e espírito. Não podemos ignorar nenhuma de nossas dimensões.
Até nossa carne tem tendência a preguiça. Então temos nossa alma, o intelecto, as vontades, e se permitirmos que nossa vida seja controlada por nossa alma, vamos ser como Esaú. Lembre-se de que seu coração é enganoso e não temos que fazer o que ele diz, mas o que Deus diz.
Existem coisas que aguçam seus sentimentos, por exemplo, a balada, não adianta repreender, você vai chegar à sua casa e vai sonhar com isso. Do que a sua alma vai se alimentar? Se você não se alimentar de coisas que alimentam seu espírito e te fortaleça, você vai morrer. É preciso fazer sua parte.
Nós temos a obrigação de sermos controlado pelo Espírito Santo, e não pelo corpo. Os muito fracos são controlados pelo corpo, pelos desejos carnais, outros pela alma, pelos desejos e sentimentos, e quanta gente está distante de Deus porque não conseguiu controlar suas emoções. Nós temos que andar no Espírito.
 
ROMANOS 8.14
“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus”
 
Se formos guiados por alma seremos como muitos que foram guiados por uma satisfação passageira. Troca tudo o que Deus te deu por um prazer momentâneo.
Tudo que te satisfaça e te afasta de Deus é das trevas. Hoje são dias que muitas coisas estão acontecendo, um contingente enorme de freqüentadores da Igreja estão nessa condição.
Não negocie aquilo que Jesus conquistou por você. Nada vale a pena!
Mas precisamos estar atentos à voz do Espírito Santo, precisamos nos agarrar a Palavra de Deus com toda nossa força, porque Esaú neto de Abraão não era qualquer um, e mesmo assim foi rejeitado por Deus.
Mas o Senhor não quer nos desprezar, Ele nos ama e é tempo de nos reconciliarmos.
 
Deus abençoe
 
Ap. Rina – Igreja Evangélica Bola de Neve

Os céus são os céus do SENHOR; mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens. (Salmo 115.16)

A partir do que está escrito no Salmo 115.16, é fácil concluir que Deus deu a terra para ser conquistada pelo homem, independente da sua fé. Contudo, é preciso ir ao encontro daquilo que se almeja no âmbito material e espiritual. Mas há uma promessa específica para o povo de Deus em Deuteronômio 28.13: E o SENHOR te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, quando obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e fazer. Dentre tantos elementos que podem ser apresentados, destaco seis fundamentais para que você seja um vitorioso:

1)fazer escolhas certas, com base na razão e na Palavra de Deus;
2)ser uma pessoa ativa e produtiva;
3)não desperdiçar os recursos (tempo, bens e talentos);
4)ter disciplina e respeitar regras, princípios e autoridades;
5)ter ambição e projetos.
6)Ter alvos espirituais

A pessoa que deseja conquistar seus sonhos, primeiro, precisa aprender a fazer escolhas certas na vida. O livre-arbítrio e a consciência nos tornam diferentes dos animais e semelhantes a Deus. O ser humano é livre para decidir o que almeja. Quando o faz, suas ações são dirigidas para o seu alvo e para as prioridades que estabeleceu. No entanto, para definir seus objetivos, deve usar a inteligência (a capacidade de aprender, apreender e compreender) e a sabedoria (a capacidade de discernir as coisas, distinguindo o que é mais importante, com prudência, sensatez).

Não permita que suas escolhas sejam feitas com base apenas em emoções, na intuição ou na opinião dos outros. Estes elementos até podem influenciar sua decisão, porém são subsídios secundários. É a Palavra de Deus que deve orientar suas escolhas. Ela é a verdade e a fonte da sabedoria (Pv 3.13-18).

Em segundo lugar, se você quer conquistar seus objetivos, preste atenção ao que é dito em Gênesis 2.15: Tomou, pois, o SENHOR Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e o guardar. O Altíssimo colocou o homem na terra para produzir e gerar bem-estar, pois não suporta a improdutividade. Ele chama o servo que não quis ser produtivo de negligente e mau (Mateus 25.26). Com isso, aprendemos que ninguém conquista nada se não for produtivo.

Em terceiro lugar, Deus colocou o homem na terra para lavrar, cuidar, zelar, e não para desperdiçar. O Senhor detesta o desperdício. Em Tiago 4.3, está escrito: Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Em Isaías 55.2, o povo é exortado porque gastava o dinheiro com aquilo que não era pão; consumia o produto do seu trabalho com algo que não tinha valor e não alimentava nem o corpo nem a alma. Tem gente que só compra besteira. Não pode ver uma liquidação, que corre para comprar o que não precisa. Como é que você quer conquistar algo maior se desperdiça tudo com bobagens?

Em quarto lugar, quem deseja conquistar seus sonhos, precisa ter disciplina, obedecer às regras, aos princípios e às autoridades. Para se comprar um apartamento, é necessário ter o dinheiro da entrada e arcar com prestações que caibam dentro do orçamento. Isto é uma regra, um princípio que não deve ser quebrado.

Ser submisso às autoridades é outro elemento fundamental. O ser humano precisa aprender a obedecer. Não adianta querer fazer o que se quer, desrespeitar o chefe, sublevar a ordem imposta e tentar dar-lhe uma rasteira para ocupar posições maiores.

Em quinto lugar, tenha ambição, desejo de conquistar algo superior. Isto será uma força motivadora para você agir na vida. Almeje comprar um imóvel e não mais viver de aluguel; almeje ser um profissional de sucesso, uma pessoa melhor. Mas lembre-se de que, para galgar patamares superiores, você precisa ser liberal.

Contudo, ao ambicionar algo melhor e uma posição superior, cuidado com quatro coisas destrutivas que impedem o homem de alcançar seus objetivos: a ganância (desejar algo a qualquer preço, não se importando se é ilícito e se prejudicará seu próximo), a cobiça (a ambição desmedida por riquezas e o desejo desenfreado de atender à sua natureza), a inveja (o desgosto e pesar pelo sucesso do outro) e o egoísmo (o amor e a consideração excessiva por si mesmo, a ponto de desprezar o interesse dos outros).

Qual o remédio para esses males? É amar a Deus e a seu próximo como a si mesmo; é ser liberal, bondoso e altruísta!
Em Provérbios 19.17 (ARA), é dito: Ser bondoso com os pobres é emprestar ao SENHOR, e ele nos devolve o bem que fazemos. Em Provérbios 3.9,10, há uma grande promessa: Honra ao SENHOR com a tua fazenda e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão os teus celeiros abundantemente, e trasbordarão de mosto os teus lagares. Priorizar a Deus e ser bondoso e liberal, abençoando outros com nossos bens materiais, livra-nos da ganância!

Além disso, a vida não se resume apenas às conquistas materiais; existem as conquistas espirituais. E a pessoa inteligente considera essas duas dimensões.

Sendo assim, estabeleça objetivos materiais, mas não se esqueça de ter alvos espirituais. Deseje conhecer Deus e aprofundar sua comunhão com Ele. Para alcançar este propósito, ore e consagre-se. O Senhor quer manifestar-se e tem coisas tremendas, que você não sabe, para revelar-lhe. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós (Tiago 4.8a).

Também é necessário buscar conhecimento maior da Bíblia. Nunca vi tantos crentes rasos no conhecimento divino. Errais, não conhecendo as Escrituras (Mateus 22.49). Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios (1 Timóteo 4.1).

Há um bombardeio na mídia para desmerecer a Bíblia, como se ela fosse um livro de mentiras. Há uma pressão nas escolas para ensinar que o universo é obra do acaso, uma questão de evolução. Há artimanhas de todo tipo para deturpar a Palavra. É tempo de conhecer o Deus que você serve. Só assim poderá dizer como Paulo, em 2 Timóteo 1.12: Eu sei em quem tenho crido e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele Dia.

O que você está fazendo para este Deus que tudo faz, que salva, liberta, transforma, abençoa e dá vida? Não fique apenas preocupado com a corrida pela sobrevivência. Use seu tempo, seu talento e seus recursos na obra do Senhor também. Seja mais agradável e relacione-se melhor com as pessoas.

É tempo de conquistar vidas para Cristo, e você é o maior instrumento para isto! Quantas pessoas você leva à igreja durante o ano? Este é um tempo de uma nova unção de Deus sobre a sua vida, de um novo patamar espiritual! O Altíssimo quer levá-lo a uma nova estação e derramar um óleo fresco sobre a sua cabeça. O Senhor quer levantá-lo com poder e autoridade. Ele quer usá-lo! Saia, então, da mesmice e da mediocridade.

Que a mão de Deus esteja sobre você! Que as janelas dos céus sejam abertas! Que coisas novas aconteçam na sua vida! Aquilo que o ouvido não ouviu, que o olho não viu e que não chegou ao nosso coração é o que Ele tem preparado para você.

Pr. Silas Malafaia – Assembléia de Deus da Penha (RJ)

 

 

 

A história de Salomão é um dos maiores exemplos de como podemos nos desviar do caminho de Deus por causa das distrações. Ele teve um ótimo início com Deus, porém teve um final desastroso.

 

O que fez Salomão trazer sobre ele mesmo a sentença de Deus? A distração nos impede de ouvir a Deus, traz dificuldade e causa, a longo prazo, destruição. Segundo a Bíblia, Salomão começou errando ao se casar com mulheres idólatras, desobedeceu a Deus e se tornou fantoche dos seus sentimentos. O mesmo erro de Salomão é hoje um dos maiores motivos de distrações.

 

Por exemplo, quando não encontramos na Igreja a nossa cara metade procuramos no mundo e, ao encontrarmos, a pessoa não quer servir a Deus. Ainda assim, nos unimos a ela, com suas culturas e sonhos diferentes, sendo influenciados um pelo outro. Aos poucos as distrações do mundo esfriam nosso coração, pois desobedecemos ao principio bíblico de não nos envolvermos com estrangeiros, pessoas que não servem a Deus. Se tais relacionamentos existem, precisam ser entregues a Deus para que haja libertação dos laços que nos envolvem.

 

 

Salomão tornou-se expert em obedecer, parcialmente, aos mandamentos de Deus (I Reis 11: 5 – 6).

Em algumas coisas, ele seguia a Deus e em outras não. Nós não chegaremos ao céu sem obedecer 100% a Deus. Afinal, não pode haver equilíbrio entre Deus e o diabo. Não se pode imaginar que uma parte da Bíblia nos convém e outra não. Por exemplo, a Bíblia fala sobre prosperar e tomamos posse desse versículo. Porém, aquele trecho bíblico que fala de santidade, achamos que é muito radical e, assim, procuramos achar um “jeitinho” de segui-lo, mas não 100% como manda as Escrituras.

Salomão não parou por aí, utilizou-se dos dons que recebeu de Deus. E eram muitos dons, pois a Bíblia diz que jamais houve homem tão sábio como ele. Salomão os usou para adorar a Deus, mas também a outros deuses (I Reis 11: 7 -8). Quando nos associamos com pessoas que não deveríamos, esses dons são utilizados de forma errada.

A Palavra de Deus também mostra que Salomão, ainda que sem unção – pois seu coração se desviara dos caminhos de Deus – prosperava e usufruía benefícios das benções que estavam sobre Davi, seu pai, homem segundo o coração de Deus (I Reis 11:11 – 13). Deus ainda prospera aquele que se desvia, por um tempo.

Mas, tal benefício é limitado, pois Deus também quer nos dar a chance de retornarmos para seus caminhos.

As distrações são perigosas e podem ser de outras formas, como com o consumismo – nossa alegria não está mais em Deus e, sim, nas compras daquilo que não necessitamos; barulho da mídia – não procuramos nosso tempo com Deus, antes gastamos horas na televisão ou computador e com a indiferença com a obra – fazemos por obrigação e temos divergências com a liderança, deixando de lado a lealdade com o ministério.

Já as pessoas que não se distraem tem desejo constante de ser como Jesus; paixão pelas almas que se perdem e constância na presença de Deus. Nosso maior exemplo a seguir é Jesus, nada o impediu de chegar ao seu alvo (Lucas 9:51). Ele morreu por nós naquela cruz. Assim, quando não nos distraímos da presença de Deus e permanecemos firmes em seus caminhos, teremos uma história vitoriosa com Jesus.

Não se distraia. Fique firme no Senhor, freqüente uma igreja mais próxima da sua casa, busque ajuda e ore constantemente.

 

 

Ap. Rina – Igreja Evangélica Bola de Neve

Esse texto te abençoou? Falou de alguma forma ao seu coração? Não deixe de fazer o seu comentário sobre o assunto.