You are currently browsing the tag archive for the ‘medo’ tag.

luz-mao

O título é uma alusão ao que o Senhor Jesus certa vez disse aos discípulos. Eles não compreendiam os fatos. Eram-lhes obscuros. O Mestre cuidou de aquietar-lhes a alma e assegurar-lhes que, adiante, tudo ficaria claro.

Quantas vezes não é assim em nossa vida pessoal? Não conseguimos discernir o que acontece ao nosso redor ou conosco mesmo, e perdemo-nos em conjecturas extemporâneas, absurdas, sem saber aonde chegaremos ou quais serão os resultados.

Vemos as incompreensões, acompanhamos as injustiças, submetemo-nos aos julgamentos alheios precipitados e sem nenhum fundamento nos fatos, para, então, perguntarmos: “por que, Senhor?”

Por outro lado, há ocasiões em que Deus nos conduz pelo vale estreito sem que vislumbremos o que há depois da próxima curva. Parece que vamos cair no precipício. Ficamos inconformados com muitas coisas permitidas por Deus. Queremos respostas, mas não as temos. Foi o que Jó experimentou em sua vida pessoal. O que ouvia de Deus era o silêncio.

Mas assim como o patriarca atravessou o vale e então compreendeu a sua história, não será diferente conosco. Descansemos no Senhor. Esqueçamos as incompreensões. Não nos tornemos amargos com as injustiças. Amanhã saberemos por que temos passado por tudo isso.

O que faço agora, diz o Senhor, você entenderá depois.

Pr. Geremias Couto (Escritor, jornalista, conferencista, autor do livro “A Transparência da Vida Cristã”, um estudo teológico-devocional sobre o Sermão do Monte, comentarista da revista “Lições Bíblicas” para a Escola Dominical, publicada pela CPAD, pastor evangélico, presidente da Omega Mission Ministry, Inc, membro da Casa de Letras Emílio Conde, editor pela CPAD da Bíblia de Estudo Pentecostal, verbete do Dicionário do Movimento Pentecostal e Coordenador Nacional do projeto Minha Esperança, realizado no Brasil pela Associação Evangelística Billy Graham em parceria com as igrejas evangélicas, e Representante Nacional da mesma organização no Brasil).

arvore_ceu_azul

 

Se há algo que me consola é saber que os homens e mulheres de Deus, através de toda história, eram, exatamente, como você e eu.

Talvez, porque ao observar o que eles realizaram, em nome do Senhor, fiquemos iludidos, pensando, que, de alguma forma, eles eram diferentes de nós. Talvez, fossem construídos de um material mais resistente, quem sabe à prova de choque ou à prova de tribulação.

Mas, quando eu leio os Salmos, eu mergulho na alma desses personagens e os encontro questionando os mesmos questionamentos que eu me questiono; chorando as mesmas lágrimas que eu choro; se angustiando com as mesmas angústias com as quais eu me angustio. Por motivos diferentes, em circunstâncias diferentes, em tempos diferentes; mas, ao mesmo tempo, extremamente, semelhantes.

Não foi à toa que Tiago, escrevendo sua carta, fez questão de frisar que Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos; mas orou e Deus respondeu o seu clamor.

Não é lindo que Deus escolheu usar gente fraca e pequena como você e eu? Não é fantástico que Ele escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes, e as que não são para confundir as que se julgam ser alguma coisa?

Fico pensando em Asafe, quando no Salmo 77, diz: “Quando estou angustiado, busco o Senhor”. Você já experimentou fazer isso? De verdade?

A alma dele estava inconsolável, diz o texto, ou em outras palavras; a alma dele recusava ser consolada. Ele diz que estava tão inquieto, tão agitado, tão angustiado que nem mesmo conseguia falar. Tudo que ele conseguia pensar era em quem ele já tinha sido, mas não conseguia ser mais; em tudo que ele já havia feito, mas não conseguia fazer mais. Ou seja, ele estava vivendo da nostalgia; vivendo de folhear e refolhear o álbum de recordações.

Só que ele estava recordando as coisas partindo do pensamento errado. Ele pensava: Será que Deus nunca mais vai falar comigo como já falou um dia? Será que eu nunca mais vou sentir prazer em Deus como um dia já senti? Será que Deus nunca mais vai me mostrar Seu favor e bondade?

Ele achava que Deus não agia mais. Mas, a questão é que todas aquelas recordações já eram mais que uma prova que Deus agia em sua vida.

Quando a angústia chega, quando a depressão tenta se instalar na alma, quando a inquietação começa a se assenhorar do coração, a melhor coisa a fazer é trazer à memória os feitos do Senhor.

Tire os olhos de si mesmo e coloque a mente em Deus. Pense em quem Ele é. Pense em como Ele é grande. Lembre de como Ele já te ajudou tantas e tantas outras vezes. Lembre que você já caminhou por muitos outros vales, antes, e Ele te conduziu como um Pastor às suas ovelhas. Pense em como Ele te ama. Lembre que você não está sozinho nisso.

Há momentos na nossa caminhada com Deus que marcam a nossa vida. Talvez, a nossa conversão. Quem sabe, uma direção que recebemos de Deus, num momento crítico. Ou, talvez, um livramento. De algum modo, eu preciso trazer à minha mente os feitos do Senhor. Porque é assim que eu me encorajo nEle.

Já percebeu que toda vez que os salmistas sentiam-se abandonados por Deus, a cena do Mar Vermelho sendo aberto, volta à tona? Isso porque aquele foi um momento que marcou para sempre a vida daquele povo.

Gerações se passaram, mas eles tinham uma história. Nossos pais confiaram em Ti e Tu os livraste. O nosso Deus fez a Sua vereda pelo meio do mar; o Seu caminho pelas águas poderosas, e ninguém viu as Suas pegadas.

É um Deus que não precisa assinar Suas obras. Ele age por pura graça; por pura misericórdia e compaixão. É o Deus que nos socorre na hora da angústia.

Talvez, o problema continue aí, mas Deus tem um caminho para você atravessá-lo. Tem um jeito. Você pode não estar enxergando, mas Ele vai atravessar isso junto com você.

Quando nada parece estar acontecendo e os céus parecem mudos, não se desespere. É só impressão nossa. É a nossa alma nos pregando uma peça. Usando as palavras daquele hino antigo: Deus está aqui, tão certo quanto o ar que eu respiro; tão certo quanto o amanhã que se levanta; tão certo como eu te escrevo e podes me ler.

Eu sei que, às vezes, nós mergulhamos na nostalgia. Fazemos, exatamente, como Asafe, que disse: “fico a pensar nos dias que se foram, nos anos há muito passados; de noite recordo minhas canções. O meu coração medita e o meu espírito pergunta”. É normal. Faz parte do ser gente. Acontece com todo mundo.

Mas, o importante é lembrar que nada mudou. Deus ainda é o mesmo. E Ele está cuidando de você e de mim. Mesmo quando tudo parece parado e nada parece estar acontecendo. São as pequenas pausas da vida. Mas, a sinfonia não acabou aí. A pausa faz parte dela. É para embelezá-la. Só quer dizer que vai começar algo novo.

Lembre-se que quem está regendo a sinfonia da sua vida é o Maestro por excelência. E essa vai ser uma linda sinfonia, porque é Deus quem a está compondo.

Que essas palavras confortem o seu coração.

Pr. Paulo Cardoso – Igreja Encontro com a Vida – Tijuca (RJ)

Quando eu leio os Salmos uma das coisas que mais me chama a atenção é como nós somos encorajados, vez após vez, a colocar toda a nossa esperança em Deus, porque dEle vem o nosso auxílio e a nossa salvação.

Talvez, porque seja uma tentação muito grande, para todos nós, colocarmos a nossa esperança em algo ou em alguém.

Parece que estamos sempre esperando que algo diferente nos aconteça ou que alguém apareça e venha nos ajudar ou socorrer. Bom, isso é muito comum e humano. Ainda mais quando somos bombardeados, pela mídia, com imagens e histórias que nos sugerem isso a maior parte do tempo. 

A questão, porém, é que isso não cura a nossa ansiedade, os nossos medos, a nossa tristeza e nem a nossa angústia; pelo contrário, só os aumenta.

É aí que eu vejo o salmista me encorajando, enquanto encoraja a si mesmo, a colocar toda a sua esperança e expectativas, não em que algo super especial aconteça para mudar a sua vida, a sua história e o seu estado de ânimo, ou, mesmo, que alguém surja no meu caminho para trazer um novo sentido para as coisas; mas, sim, a colocar a minha esperança em Deus, em Seu amor, favor e bondade. 

As pessoas podem ser minhas amigas e isso é bom, mas elas não podem ir além do que qualquer ser humano pode ir. Elas podem até mesmo me amar e me querer muito bem, mas elas tem seus próprios limites e fraquezas.

Até os jovens se cansam e ficam exaustos, até eles tropeçam e caem, mas os que esperam no Senhor, diz a Bíblia, renovarão as suas forças. Ou como disse o profeta: “Não há outro Deus além de ti que trabalha para os que nEle esperam”.  Pare e pense sobre isso.

Esperar em Deus é a escolha de quem sabe que o homem pode e deve trabalhar edificando e construindo, mas se o Senhor não for o grande edificador e construtor,  tudo é em vão. É a escolha de quem sabe que a sentinela pode e deve vigiar a cidade, mas se o próprio Senhor não vigiá-la, tudo é em vão.

Nós trabalhamos, semeamos, estendemos as mãos, investimos, vigiamos, servimos, fazemos o que é nossa responsabilidade fazer; mas o toque que dá vida a tudo é o toque de Deus. Como disse Jesus: “Sem mim nada podeis fazer”.

Como diz o hino que Paulo Brito canta: “Se vens, o nada em tudo se transforma”. Ou como disse o salmista: “Elevo os meus olhos para os montes. De onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a terra”.

É aí que eu encontro, vez após vez, nos Salmos, expressões como: “Eu espero em Deus. A minha alma o aguarda. Eu espero na Sua Palavra”.

Eu espero em Sua graça e em Seu favor que não se compra, que não se merece e nem se conquista. Espero, como escreveu o salmista, até que Ele tenha misericórdia de nós. Porque não depende de quem corre e nem de quem quer, como escreveu Paulo, mas de Deus usar de miserícórdia. Porque tudo que eu recebo dEle é fruto do Seu amor que foi provado na cruz quando Jesus entregou Sua vida em nosso lugar.

É por isso que o salmista diz para a sua própria alma aflita, perturbada e ansiosa: “Coloque toda a sua esperança em Deus. Ele é o teu Salvador e o teu Deus”.

Esperança não é uma palavra muito usada em nossos dias. Mas é o oxigênio da nossa fé. Porque a fé é a certeza das coisas que se esperam. E os únicos três dons que vão permanecer para sempre são a fé, a esperança e o amor. Não esperança em algo ou em um ser humano, mas em Deus, em Jesus e em Sua Palavra.

Que tal colocarmos toda a nossa esperança no Senhor? Mesmo quando a alma está aflita, mesmo quando o dia foi difícil, mesmo quando o coração aperta e você sente vontade de chorar, mesmo quando você não encontra as respostas ou sabe qual o caminho que deve seguir. É uma escolha que só você e eu podemos fazer.

É a escolha de falar com Deus e dizer: “Senhor, eu espero em Ti. A minha confiança está em Ti. Eu dependo de Ti”.

Que tal fazer isso, hoje?

Pr. Paulo Cardoso

Isaías 58

 

Vivemos em um país abençoado por Deus.
Pode parecer estranha essa afirmação, pois muitas vezes olhamos para os lados e vemos tantos problemas, tantas dificuldades.
Aqui encontramos as mais diversas culturas e costumes, tudo em um único lugar.
Mas hoje vamos aprender que podemos mudar nossa cidade, nosso país.
Você pode fazer algo pela sua nação, você pode transformá-la.
Temos todas as possibilidades em nossas mãos, pois fazemos parte de uma geração que tem potencial, que pode transformar sua cidade, seu país.
Para que as mudanças aconteçam precisamos ter visão, disposição e paixão.
Precisamos também de líderes capazes de mobilizar um segmento, uma sociedade. Com isso veremos grandes coisas acontecendo no Brasil.
Mas uma mudança tão grande assim só pode ser promovida com um evento que cause um grande impacto na sociedade.
Quanto mais pessoas colocarem o coração nessa mudança, mais rápido veremos algo novo acontecendo.
Mas por muitas vezes essa motivação, essa sede por mudança, por transformação não tem alcançado o coração dessa geração.
Essa geração parece estar num sono profundo, sem ideais, sem poder de reação, parece insensível, e muitas vezes sem propósitos.
Uma geração entorpecida pelas drogas e anestesiada pelo consumismo, que não questiona o que está a sua volta.
 
Devemos nos lembrar que cada um de nós tem um papel a cumprir na transformação dessa nação.
Existem momentos que precisamos aprender a brigar por aquilo que acreditamos.
Deus quer transformar o Brasil. Para isso sua visão, sua mentalidade tem que mudar. Você precisa assumir a sua responsabilidade.
 
Isaías 58:1-2
“CLAMA em alta voz, não te detenhas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao meu povo a sua transgressão, e à casa de Jacó os seus pecados.
Todavia me procuram cada dia, tomam prazer em saber os meus caminhos, como um povo que pratica justiça, e não deixa o direito do seu Deus; perguntam-me pelos direitos da justiça, e têm prazer em se chegarem a Deus.”
 
Deus nesse versículo dá uma ordem, Ele diz ao profeta: clama, ergue a sua voz (versículo 1), comunica a minha vontade, os meus pensamentos ao povo.
E Deus começa a falar de uma nação que procurava e que buscava se achegar a Ele.
 
Mas a súplica dessa nação não estava sendo atendida, a sua oração não estava sendo respondida, e esse povo perguntava:
 
Porque a mudança não vem?
Onde está o direito da nossa justiça?
 
Como resposta Deus relaciona ao povo todas as transgressões que impediam as mudanças de chegarem a eles. (Isaías 58)
 
Isaías 59:5-6
“Chocam ovos de cobra, e tecem teias de aranha; o que comer dos ovos deles, morrerá; e, quebrando-os, sairá uma víbora.
As suas teias não prestam para vestes nem se poderão cobrir com as suas obras; as suas obras são obras de iniqüidade, e obra de violência há em suas mãos.”
 
Para uma verdadeira transformação não podemos chocar ovos de serpente.
 
Em nossos dias muitas pessoas que aparentavam muita espiritualidade tinham em sua mente ovos de serpente. Suas mentes estavam envenenadas.
Quando permitimos que maus pensamentos sejam semeados em nossa mente é isso o que acontece, nossa mente fica envenenada.
Se esse pensamento permanece, se não for combatido, você estará chocando um ovo de serpente, que se não for eliminado a tempo, se transforma em uma fortaleza.
Precisamos arrancar todo mau pensamento da nossa mente.
 
II Corintios 10:5
“Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo;”
 
Precisamos anular os maus pensamentos e levar todo pensamento cativo a Cristo.
 
Podemos relacionar alguns pensamentos que podem virar fortaleza na nossa mente:
 
– pensamento de injúria – acontece quando você recebe uma critica e responde a essa pressão com rancor.
Considere o que Jesus Cristo viveu, Ele foi caluniado, difamado, e nada disse impediu Jesus de alcançar os seus propósitos.
Se você não eliminar esses ovos, irá perder o foco.
 
– pensamento de medo – esse pensamento tem impedido muitas pessoas de sonhar e crer, pois o medo traz tormento, confusão, ansiedade.
Uma pessoa com medo não tem equilíbrio. Existem muitas pessoas aprisionadas pelo medo.
Para Deus agir você precisa crer. Não podemos ter medo, pois fomos chamados para transformar essa nação.
Deus nos deu espírito de poder, de amor.
Lembre-se o amor perfeito lança fora todo o medo.
Precisamos nos aprofundar, estar aptos, pois são pessoas assim que Deus vai chamar.
Elimine sua mente do medo antes que eles te eliminem.
 
– pensamento de imoralidade – nos dias de hoje parece que a sociedade resolveu escolher esse caminho, um caminho de falta de valores morais e éticos.
essoas com esse tipo de pensamento são abaladas, pois são influenciadas pelas imagens que predominam no nosso dia a dia, e não conseguem discernir entre o bem e o mal, o justo e o injusto.
 
Agora, se prepara, porque Deus vai realizar algo grande nessa nação.
Brasil é anunciado como o celeiro espiritual para as nações.
A Igreja tem a missão de edificar nações para que elas discipulem outras.
Você precisa amar a sua nação e entender o que Deus está fazendo.
No seu coração precisa arder o desejo de ver a sua terra sarada, restaurada e transformada.
 
Devemos pedir para Deus mudar nosso pensamento. Pois tudo é possível ao que crê.
 
Profetize que não haverá limites para a sua fé, pois o nosso Deus é um Deus de causas impossíveis.
 
Você precisa pensar grande para poder ser usado por Deus. Peça para Jesus te ensinar a sonhar.
 
Fazendo isso você verá se cumprir sua chamada nessa terra, nesse país.
 
Tenha sua mente transformada, destrua todo pensamento contrário ao de Deus.
 
A transformação do Brasil está em suas mãos.
 

Deus Abençoe,

 
Ap. Rina – Igreja Evangélica Bola de Neve