You are currently browsing the tag archive for the ‘precipitação’ tag.

cruzamento

Salmos 119.25-30

 

119.25 A minha alma está pegada ao pó; vivifica-me segundo a tua palavra.

119.26 Eu te contei os meus caminhos, e tu me ouviste; ensina-me os teus estatutos.

119.27 Faze-me entender o caminho dos teus preceitos; assim falarei das tuas maravilhas.

119.28 A minha alma consome-se de tristeza; fortalece-me segundo a tua palavra.

119.29 Desvia de mim o caminho da falsidade, e concede-me piedosamente a tua lei.

119.30 Escolhi o caminho da verdade; propus-me seguir os teus juízos.

 

Nos precisamos acertar!!!

 

Não é fácil escolher, tomar decisões. Precisamos aprender a tomar decisões. Precisamos analisar melhor as decisões que vivemos tomando por ai.

O dia-a-dia nos cobra muito. São cobranças e decisões que precisam ser tomadas na vida profissional, pessoal, sentimental, familiar, espiritual… Decisões em todas as áreas da vida e que vão nos acompanhar até o fim das nossas vidas.

Não adianta fugir das decisões, um dia você terá que tomar.

 

João 8.7-9

 

8.7 E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.

8.8 E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra.

8.9 Quando ouviram isto, redargüidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio.

 

As pessoas nesse texto estavam à beira de tomar uma decisão errada, precipitada.

Até os mais velhos, mais expedientes quando não estão em base com a palavra de Deus, erram.

A palavra de Deus nos corrige, alinha, nos direciona, nos dá respostas sábias para todas as áreas das nossas vidas.

 

João 15.16

 

“Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda”.

 

Deus te escolheu. Você é uma pessoa querida, especial para Ele.

“Deus nos mostra o caminho. Deus nos mostrar que não é por ai. Puxa o freio de mão, segura a onda, pare com essa empolgação, espera um pouquinho mais para não tomar decisões erradas, precipitadas para sua vida”.

Ninguém gosta de esperar, essa é a grande verdade. Mas precisamos esperar em Deus, pois Ele tem o melhor. Quando não esperamos em Deus, não confiamos Nele.

 

Nossos planos e projetos devem estar de acordo com os princípios da palavra de Deus.

Fale de Jesus ao seu próximo. Faça planos, projetos. Estabeleça alvos.

 

Existem mulheres que esperaram a vida toda pelo príncipe encantado. Deus até colocou ele no caminho, porém muitas resolveram ouvir a voz do coração e casaram com o cavalo ao invés do príncipe. Fizeram a escolha errada e hoje sofrem as conseqüências.  Por ter forçado a barra, tomou decisão errada.

 

Deus te escolheu, porque Ele te ama e tem o melhor para a sua vida.

 

Decisões erradas x Decisões certas

Você é responsável pelas decisões que você tem que fazer. Deus nos capacitou, nos deu capacidade, habilidade para isso e nos deu livre arbítrio. Ele nos dá a direção, mas a escolha, responsabilidade e conseqüências, são toda nossa.

 

Nos temos que viver pela palavra. Ela é o nosso manual para tomar decisões certas.

 

* Davi

Ele tinha uma aliança com Deus, mas quebrou a aliança

Ele tinha um caminho para trilhar, mas resolveu pegar um atalho.

Ele passou a brincar com as coisas  e começou a tomar decisões como uma criança, passou a ter atitude de menino. Ficou encantado com o momento.

 

* Sansão

Brincou com as suas decisões.

Abriu o coração para a pessoa errada.

– Onde esta o seu coração?

As suas decisões vão ter desdobramento lá na frente.

 – “Pastor, eu fiz uma besteira”

Motivo: Você não avaliou, se precipitou, não ouvi os conselhos, não consultou a Deus, resolveu seguir pelo caminho errado.

Só lá na frente é que você vai ver/sentir as conseqüências de uma decisão precipitada.

 

* Daniel 1.8

“E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia.”

 

Daniel 1.17 (mas… Deus é um Deus de ideias)

“Quanto a estes quatro jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria”.

 

Daniel não se envolveu, não se deixou levar pela falsa aparência, pela propaganda enganosa. Não caiu no papo furado do inimigo.

A verdade liberta a sua consciência, te liberta das cobranças. 

 

* Jonas 1.2 (disposição para coisas erradas)

“Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença”.

 

Jonas tinha disposição, porém só tinha disposição para as coisas erradas. Deus o mandou para um lugar e ele foi para outro.

Às vezes investimos em coisas e/ou pessoas que vão trazer tempestades.

Nunca tome decisões no calor de uma conversa.

 

Precisamos alinhar nossas decisões com a vontade de Deus.

 

Como acertar nas decisões?

1º Buscar a resposta através da Palavra de Deus

2º Viver de acordo com a vontade de Deus

3º Obedecer a Deus. 

 

Não aposte em coisas que não são para serem apostadas

Não invista em coisas que não são para serem investidas.

 

VOCÊ É RESPONSÁVEL PELAS SUAS DECISÕES!

 

Pr. Itamar Chinasso  – Igreja Batista Central de Itaúna (MG)

* Palavra ministrada no retiro de carnaval 2009 da Igreja Missionária Evangélica Maranata.

stop1

“O homem paciente dá prova de grande entendimento, mas o precipitado revela insensatez”. (Pv 14:29)

 “Não é bom ter zelo sem conhecimento, nem ser precipitado e perder o caminho. É a insensatez do homem que arruína a sua vida.” (Pv 19.2 e 3)

“Não seja precipitado de lábios, nem apressado de coração.” (Ec 5.2)

Pessoas na Bíblia que por causa da precipitação bagunçaram suas vidas e as vidas das outras pessoas também:
Verdadeiramente toda a Escritura é útil para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra. Como são felizes os que andam em caminhos irrepreensíveis, que vivem conforme a lei do Senhor e obedecem aos seus estatutos. A Palavra de Deus é o manual de vida para nós cristãos (pequenos cristos), e sobre um texto nela inserido quero meditar.

1. Adão e Eva se precipitaram porque se deixaram levar pelo desejo descontrolado
Gênesis 3.6

2. Moisés se precipitou porque resolveu fazer justiça com as próprias mãos
Êxodo 2:11 – 14 – Hebreus 10:30, 31 – Tiago 3:18

3. Sara se precipitou porque gerenciou o problema do seu jeito
Gênesis 16:2

4. Jonas se precipitou tomando a decisão da fuga
Jonas 1:3

5. Pedro se precipitou ao se deixar levar pelo seu ímpeto emocional
João 18:10.

6. Ananias e Safira se precipitaram ao se deixarem seduzir pelo amor ao dinheiro.  Atos 5.1- 5

Salomão com sua sabedoria peculiar declarou que o precipitado revela insensatez. Disse também que é melhor encontrar uma ursa da qual roubaram seus filhotes do que um tolo em sua insensatez.

A precipitação é um mal a ser batido assim como a ansiedade. O homem precipitado não sabe esperar em Deus, caminha em direção à ruína e demonstra falta de confiança e fé no SENHOR a ponto de NÃO aguardar o SEU agir. E todo aquele que toma a frente de Deus é mesmo insensato. A precipitação é um atropelo sobre a paciência. É uma atitude impensada, movida na maioria das vezes pelas circunstâncias. Muito melhor é esperar no SENHOR, mas sem o fruto do Espírito a vulnerabilidade é fatal e a precipitação fica à espreita só aguardando o momento de entrar em ação.

Saul é um exemplo bíblico daquilo que a precipitação é capaz de fazer. Diz a Bíblia que Saul havia sido ungido rei e recebido algumas instruções do profeta Samuel: “Vá na minha frente até Gilgal. Depois eu irei também, para oferecer holocaustos e sacrifícios de comunhão, mas você deve esperar sete dias, até que eu chegue e lhe diga o que fazer”. (I Sm 10:8) – Mas na frente, no capitulo 13, olha o que acontece: Os filisteus haviam se reunido para lutar contra Israel e quando os soldados israelitas viram que a peleja ia ser ferrenha fugiram para buracos e cavernas. Saul estava em Gilgal e os soldados que estavam com ele tremiam de medo. Já haviam se completado os sete dias e Saul esperava Samuel, até que os soldados começaram a dispersar devido ao medo e Saul então resolveu oferecer o holocausto. Diz a Bíblia que quando Saul acabou de oferecer holocausto, Samuel chegou e disse: “Você agiu como um tolo, desobedecendo ao mandamento do SENHOR, o seu Deus, lhe deu; se você tivesse obedecido, ele teria estabelecido para sempre o seu reinado sobre Israel”.

(I Sm 13: 5-13) – A precipitação de Saul lhe custou caro. Um ato precipitado jogou pelo ralo o seu ministério. Saul perdeu o reinado, mas o que eu e você podemos perder ao agirmos com precipitação?

1. Perdemos a oportunidade de contemplar a perfeita e soberana vontade de Deus em nossas vidas;
2. Perdemos a oportunidade de exercer o domínio próprio e a paciência, e sermos aprovados por Deus;
3. Perdemos a chance de discernir que o tempo de Deus não é o nosso tempo;

4. Perdemos a oportunidade de contemplar o milagre através da nossa fé;
5. Perdemos a chance de declarar com nossas atitudes o quanto confiamos no SENHOR.

Não sejamos precipitados e, sim, pacientes. Como Tiago disse: “Sejam pacientes até a vinda do Senhor. Vejam como o agricultor aguarda que a terra produza a preciosa colheita e como ESPERA com PACIÊNCIA até virem as chuvas do outono e da primavera”. (Tg 5:7)

Deus nos livre de toda precipitação. Esperemos no SENHOR.

Pr. Neuber Lourenço  Igreja Batista da Orla de Niterói

DICAS:

Jamais tome decisões permanentes por causa de acontecimentos passageiros.
O fracasso tem como cúmplice a impaciência.
A vida cobra altíssimos dividendos àqueles que não têm coragem de enfrentá-la.
A precipitação geralmente conduz ao erro.
O que me causa mal não é o que me fazem ou o que me acontece, mas a minha própria reação ao que me fazem ou ao que me acontece.
O ser humano sem esperança procura um porto que não existe em nenhum lugar.
Quando agimos confiados em nós mesmos, quase sempre colhemos frutos desastrosos.
Como qualquer outra dor, a dor da alma é um alerta de que algo está errado.
A boa nova é que esta advertência indica que o que está errado pode ser concertado.
O que fortalece o medo são as palavras; não aquelas que as pessoas nos dizem, mas as que repetimos a nós mesmos.
A culpa é a refinada técnica de tortura de si mesmo, até que você confesse.
Nunca é tarde demais para recuperar-se de um erro.
O único fracasso absoluto é parar de tentar
A fé é um instrumento de sobrevivência.
Obstáculos e aflições não são eternos.
Acorde a vitória nas asas da oração.
Em todo fracasso existe uma fresta para se olhar o céu.

(Frases contidas no livro:Transformando Lágrimas em Vinho – Pr. Silmar Coelho)

Custa caro uma decisão errada, meu caro!

        “Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei”.
         “Assim partiu Abrão como o SENHOR lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos quando saiu de Harã”. (Gn 12.1 e 4)
 Insuportável, assim estava o convívio entre Abrão, Ló, seus familiares e empregados, durante a viagem de procura ao lugar que Deus já havia preparado. (Gn 13.8)
        Para evitar o pior, Abrão coloca Ló diante de uma grande decisão dizendo:
        “Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; e se escolheres a esquerda, irei para a direita; e se a direita escolheres, eu irei para a esquerda”. (Gn 13.9)
          Ló, sendo egoísta, escolheu o “melhor” lugar. Mesmo estando de carona, na viagem e na benção de seu tio  Abrão.
         Temos liberdade de tomarmos decisões, mas não de controlarmos as conseqüências.
          Ló ficou deslumbrado com o que viu, e escolheu todo o vale do Jordão (Ex. 13.11). Ele queria “garantir” seu futuro e até ser mais bem sucedido que seu tio.

Precipitação não é o melhor caminho quando temos diante de nós decisões tão importantes, pois se errarmos, as conseqüências serão tristes, dolorosas e caras.
Ló amargou as conseqüências de sua má decisão, pois foi morar nas cidades do vale e chegou a Sodoma, onde vivia gente má, que cometia pecados horríveis contra o Senhor (Gn 13.12-13).
         Ló foi feito prisioneiro, assistiu a invasão de sua casa, viu suas filhas serem expostas a homens maus,  roubaram-lhe tudo que tinha, sua mulher transformou-se numa estátua de sal, e só não queimou junto com Sodoma, graças à intervenção de Abrão, que o socorreu trazendo-o de volta. “Quando Deus arrasou as cidades da planície, lembrou-se de Abrão e tirou Ló do meio da catástrofe que destruiu as cidades onde Ló vivia.”  (Gn 19.29)

As decisões erradas nascem no coração egoísta, ingrato e inconseqüente.
• Egoísta porque pensa só em si e não nos outros.
• Ingrato porque esquece daqueles que o ajudaram.
• Inconseqüente porque acredita que pode administrar as conseqüências de decisões erradas.

Por ironia, depois de tudo o que aconteceu, Ló foi morar nas montanhas porque tinha medo de viver em Zoar (Gn 19.30).

Esse episódio nos ensina lições preciosas, práticas e inesquecíveis. Aprendamos com os erros de Ló para que nossa vida manifeste a humildade de Jesus,  e a dependência do Deus de Abrão.

Pr. Antônio Mendes Gonçales – PIB de Atibaia (SP)