You are currently browsing the tag archive for the ‘relacionamento’ tag.

Namorado-duvida

Muitas pessoas carregam no coração uma grande dúvida com relação à vida sentimental. Ou seja, como saber se esta ou aquela pessoa é a que Deus separou para mim? Como saber se este namoro é de Deus? Venho fornecer algumas dicas a este respeito. São dicas baseadas em experiências e orientações contidas na Palavra de Deus.

1ª dica – Os Frutos – Como disse Jesus, uma boa árvore se conhece pelos frutos “Portanto, pelos seus frutos o conhecereis” (Mateus 7:20). Assim, veja se o rapaz ou a moça é um servo de Deus, analise o seu comportamento, a sua vida com o Senhor. Cuidado, pois existem muitos lobos vestidos de ovelhas.  Certa vez eu namorei um rapaz e chegamos a ficar noivos. No começo ele me acompanhava no trabalho da igreja. Depois que ficamos noivos, disse que precisávamos dar um tempo da igreja e começou a querer me impedir de exercer meu ministério. Ou seja, começou a apresentar maus frutos. Eu então decidi terminar o namoro embora gostasse muito dele. Melhor fazer a vontade de Deus do que fazer a vontade dos homens, não é mesmo? Assim, ao namorar alguém precisamos verificar com atenção os seus frutos.  É preciso tomar cuidado quanto a isto, pois muitas vezes, por estarmos envolvidos sentimentalmente, não prestamos a atenção neste aspecto. Criamos uma certa ilusão e nos esquecemos de analisar os frutos da pessoa. Por este motivo, analise friamente os frutos da pessoa que está se envolvendo. Veja a sua vida na igreja e especialmente em casa, se é um bom filho ou boa filha, analise também o seu comportamento profissional, etc.  É muito fácil ser cristão na igreja, os verdadeiros frutos são revelados no dia a dia, nos bastidores.

2ª Dica – A paz – A Palavra de Deus diz que a “paz” deve ser o árbitro em nossos corações “Seja paz de Cristo o árbitro em vosso coração” (Col. 3:15). O árbitro é aquele que resolve uma questão, que direciona. Ou seja, a paz deve ser o indicativo se o relacionamento é ou não da vontade de Deus. Assim, se o namoro é algo que rouba paz, que leva a pessoa a ficar  distante de Deus, que traz inquietação, perturbação, cuidado pois há algo de errado. Lutas e obstáculos sempre existirão, enfim, lutas externas e até desentendimentos esporádicos causados por diferenças de opiniões. Todavia, se o relacionamento rouba a sua paz interior, especialmente a sua comunhão com Deus é um grande indício que de o Senhor não está nesse relacionamento.

3ª dica – É paixão ou amor? – Um outro aspecto relevante é questão da diferença entre amor e paixão. Às vezes nos envolvemos numa paixão e nos machucamos achando que é amor. Paixão é algo avassalador, que nos leva a perder a razão, a lógica e até o temor de Deus. O amor, ao contrário, já é um sentimento maduro, consciente, nasce aos poucos, se desenvolve com o tempo e vai se fortalecendo diante das dificuldades. A paixão á algo passageiro, não resiste à distância, esfria, não espera. O amor, ao contrário, permanece “o amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta” (I Cor. 13:07). O amor sabe esperar o momento certo para o sexo (o casamento). A paixão não, pois é pura emoção. Para exemplificar esta questão, cito, como exemplo, o sentimento de Amnon por Tamar (II Samuel 13) e o sentimento de Jacó por Raquel (Gênesis 29).  Amnon se apaixonou por Tamar, sua irmã.  Após ter tido relações sexuais com ela, a deixou friamente.  Quantos jovens abandonam moças grávidas após satisfazer os seus desejos sexuais?! Jacó, por sua vez, amou a Raquel e o seu amor o fez esperar 7 anos até finalmente tê-la em seus braços. Além disso, trabalhou mais 7 anos para poder estar ao lado de sua amada definitivamente.

4ª dica – Enriquecimento – A Palavra de Deus afirma que a benção do Senhor enriquece e não acrescenta dores (Prov. 10:22).  O namoro que é da vontade de Deus traz um enriquecimento mútuo. Ou seja, traz um enriquecimento na área espiritual, profissional, familiar, etc. Deus que ama e cuida de nós certamente colocará alguém em nosso caminho que nos abençoe, que tenha algo de bom a acrescentar em nossa vida, que nos ajude a dar continuidade aos nossos sonhos.  Lamento muito quando vejo jovens se envolvendo sentimentalmente com pessoas que nada têm a acrescentar em suas vidas. Ao contrário, são pessoas que surgem para roubar a paz, o futuro e para trazer dor e destruição. O namoro, em caso como estes, se torna um verdadeiro sofrimento.

5ª dica – Convicção – Jesus certa vez disse que a palavra do cristão tem de ser sim, sim ou não, não e que tudo o que passar disso é de procedência do maligno (Mateus 5:37). Neste caso, o namoro aprovado por Deus é algo certo, definido e não indeciso.  Quando o relacionamento é envolto por inseguranças e incertezas, algo está errado e precisa ser revisto, pois a dúvida não procede de Deus.  Por isso, ao relacionar-se sentimentalmente com alguém é preciso pedir ao Senhor a confirmação sobre o namoro.  Se não houver certeza, ore bastante e busque a direção de Deus e se preciso for, abra mão do relacionamento antes que alguém se machuque.  Jamais se relacione com alguém sem que haja essa confirmação, essa convicção sobre os seus sentimentos. Entenda que um casamento é para toda vida. Afinal de contas, você está namorando pensando no futuro, fazendo planos para formar uma família. Se a sua visão é apenas ficar, passar o tempo, reavalie profundamente os seus conceitos, pois este não é o plano de Deus para o namoro.  

Aos solteiros, aconselho a que não se atemorizem com o tempo, pois vale a pena esperar em Deus. E como descrito em Eclesiastes 3, existe um tempo determinado para todo propósito debaixo do céu. Assim, o melhor a fazer é buscar a Deus, crescer espiritualmente e profissionalmente. Enfim, adquirir maturidade em todos os aspectos para que quando chegar o tempo de construir uma família, você possa ter uma estabilidade espiritual, emocional e material.

Prª. Ioná Loureiro. Formada em Letras, autora de diversas reflexões bíblicas em sites evangélicos. Pertence a Igreja Apostólica Renascer em Cristo (Penha) – RJ

Anúncios

coração na mão

        Muitas jovens costumam me procurar para tirar suas dúvidas sobre a vida sentimental. Muitas delas dizem que está difícil, nos dias de hoje, conquistar um grande amor, ou seja, atrair a atenção do Isaque tão sonhado. Qual seria então a grande dica para conquistar aquele grande amor?

       Eu costumo dizer que um grande e verdadeiro amor se conquista com uma grande e verdadeira amizade, pois na verdade, o homem de Deus, está a procura de uma mulher que seja, acima de qualquer qualidade, sua grande amiga, uma verdadeira auxiliadora. Por este motivo, a grande arte da conquista está justamente ligada a uma voz amiga, sempre disposta a ouvir, interceder, ajudar, acompanhar. Muitas jovens acham que partindo para a sensualidade conseguirão atrair o homem de suas vidas. Se esquecem, no entanto, que o homem aprecia a sensualidade da mulher mas o que de fato conquista o seu coração é a presença de uma mulher forte, fiel, empreendedora, inteligente, que esteja disposta a estar do seu lado em todos os momentos, acalmando-lhe o coração quando preciso, dando-lhe suporte, enfim, uma mulher que lhe faça bem, com um perfil repleto de força, ousadia e disposição, como a mulher virtuosa descrita em Provérbios 31 “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis… Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida… Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com o fruto de suas mãos. Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços” (Prov. 31:10, 12, 16 e 17). É esta a mulher que um homem procura. Uma mulher que lhe faça bem, que seja uma grande benção em sua vida.

        Por fim, vale dizer que o segredo para conquistar um grande amor é temer ao Senhor, pois Ele retribui a cada um segundo as suas obras. Ou seja, a mulher que teme ao Senhor, no tempo certo de Deus, conquistará o grande amor de sua vida, pois o Senhor é fiel. Por isso, nada de exageros ou falsos apelos na hora da conquista. Vale mesmo é ser amiga e exercer as qualidades de uma mulher virtuosa e certamente, se conquistará o coração de um grande amor, debaixo da benção e da direção de Deus.

Pr. Ioná Loureiro – Formada em Letras, autora de diversas reflexões bíblicas em sites evangélicos. Pertence a Igreja Apostólica Renascer em Cristo (Penha) – RJ.

coracao_mao_flores

Por mais que você pense que não, Deus se preocupa com a sua vida sentimental. Na verdade, Ele se preocupa com a sua vida como um todo.

Mais uma vez, vou transcrever aqui a palavra que Deus enviou por meio da Elvira Tito (irmã do pastor e cantor Álvaro Tito) aos que estiveram presentes no retiro de carnaval 2009 da Igreja Missionária Evangélica Maranata. 

 

Texto base, João 4.3-19

4:3    Deixou a Judéia, e foi outra vez para a Galiléia.

4:4    E era-lhe necessário passar por Samaria.

4:5    Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José.

4:6    E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta.

4:7    Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.

4:8    Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.

4:9    Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).

4:10    Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.

4:11    Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva?

4:12    És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?

4:13    Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede;

4:14    Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.

4:15    Disse-lhe a mulher: SENHOR, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la.

4:16    Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá.

4:17    A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido;

4:18    Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.

4:19    Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta.

 

Existem pessoas que não consultam a vontade de Deus sobre certos relacionamentos, pois sabem que a resposta de Deus será um tremendo NÃOOO. Sabem que o relacionamento esta fora da vontade e do plano de Deus, porém insistem no erro.

 

Nós precisamos obedecer, confiar e acreditar que Deus tem o melhor para nós independente de qualquer coisa, principalmente do tempo. Porém muitos filhos de Deus entregando o seu coração ao primeiro (a) que passa pela frente. Deixam-se levar pelo papo daquele (a) que não é filho (a) de Deus e só quer brincar com o seu coração.

 

Segundo a própria Elvira Tito, ela viveu um relacionamento de 4 anos que não era da vontade de Deus, mesmo assim ela insistia no erro, mesmo Deus falando por meio da palavra, dos pais, amigos e etc, ela resolveu investir por contra própria e acabou sofrendo muito com as conseqüências dessa desobediência.

 

Deus sabe os desejos do nosso coração. Precisamos ter maior diálogo com Deus.

Assim como a mulher de Samaria, precisamos ser sinceros: “Senhor se não for de ti esse namoro, tem que acabar”. Ela fez essa oração e tomou atitude em relação a isso.   

Muitas pessoas saem de um relacionamento e entram logo em outro. Levam o lixo de um para o outro, assim como a samaritana.

Deus tem o melhor para você. Luz e trevas não podem andar juntas, ou você vive em total claridade com Cristo ou vive na escuridão do pecado e da desobediência.  

 

Elvira Tito – Assembléia de Deus de Campo Grande (RJ)

rio_jordao_2005

INTRODUÇÃO
a) Deus escolheu Davi e o tirou do meio da manada de ovelhas e o ungiu para ser rei de Israel.
b) O Espírito de Deus passou a habitar em Davi e ele foi capacitado para enfrentar o gigante, a ganhar importantes batalhas contra os inimigos do povo de Deus.
c) A boa mão de Deus era com Davi e ele ganhou a confiança de todo o povo.
d) Embora, fosse ungido rei, Davi nunca conspirou contra Saul. Deus usou o Saul externo para tirar o Saul do coração de Davi, para que Davi não fosse um Saul II.
e) Deus deu a Davi o reino, o povo, e a vitória contra os seus inimigos.

1. Os favores de Deus a Davi

2. Os descuidos de Davi
a) As vitórias de ontem não servem para hoje. Os grandes homens também caem. É preciso vigilência constante. Davi multiplicou mulheres e os reis não deviam fazer isso.
b) Davi não ministrava às suas mulheres.
c) Davi tinha 23 filhos. Seus filhos eram seus ministros, mas Davi não dialogava com eles.

3. A exaustação de Davi
a)
O pecado nos deixa estressados. O pecado traz solidão, angústia, estresse.
b) Davi está aqui fugindo de Absalão, seu filho. E nessa fuga, Davi está exausto à beira do Jordão. Vejamos quais foram as causas daquela exaustão?

• Hoje há pais exaustos. Há cônjuges exaustos. Vejamos 10 passos que levaram Davi à exaustão:

I.DAVI E A SUA INFIDELIDADE CONJUGAL – 1 Sm 11:1-5

• Davi estava no lugar errado, na hora errada, fazendo a coisa errada, vendo a pessoa errada, desejando uma experiência errada.
• Homens gostam de olhar, e mulheres gostam de ser olhadas.
• O mito da grama mais verde do outro lado da cerca.
Vejamos os passos: 1) Solidão; 2) Alimentar a sensualidade; 3) Tapar os ouvidos às advertências de Deus; 4) Consumar o desejo lascivo; 5) Tentar esconder o pecado; 6) Matar o marido da sua amante; 7) Casar-se com a viúva.
• Davi tinha 23 filhos que assistiram o show da sua vida adulterando e matando o marido daquela mulher.
• O
pecado vai levar você mais longe do que quer ir; O pecado vai reter você mais tempo do que quer ficar; O pecado vai lhe custar mais caro do que você quer pagar.

II. DAVI TENTA ESCONDER O SEU PECADO

• Pv 18:13: “O que encobre as suas transgressões, jamais prosperará, mas aquele que as confessa e deixa alcançará misericórdia”.
• Salmo 32: “Enquanto eu calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos, pelo meu constante gemido dia e noite. A tua mão pesou sobre mim e o meu vigor tornou-se em sequidão de estio”.
• Há muitas pessoas hoje sem poder, sem autoridade, sem alegria, sem liberdade por causa do pecado.
O diabo amorçará você enquanto você não romper com o pecado.
• Moçada: cuidado para não ficar. Mantenha o seu namoro santo. Você está encobrindo alguma coisa no seu namoro? Cônjuge você é fiel ao seu companheiro da sua aliança?

III. DEUS CONFRONTA O PECADO DE DAVI ATRAVÉS DE NATÃ

• Davi ficou um ano afastado de Deus, tentando manter as aparências. Havia uma tonelada de culpa sobre a sua cabeça. O que ele fizera tinha sido mal aos olhos do Senhor.
• A parábola de Natã.
• Feliz o homem cujo pecado é coberta e cuja iniquidade é perdoada.
• Quando você se entrega a uma paixão, a uma aventura fora do casamento, você envolve toda a sua família.
• Deus disse para Davi por intermédio de Natã: “Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher” (2 Sm 12:20).
• Deus disse, ainda: “Deste motivo a que blasfemassem os inimigos do Senhor, também o filho que te nasceu morrerá” (2 Sm 12:14).

IV. A MORTE DO SEU FILHO

• Não brinque com o pecado. Quem zomba do pecado é louco. Contra essas coisas Deus é o vingador.
• Davi coabitou com Bateseba e justamente naquele dia a mulher ficou grávida.
• O menino morre por causa do pecado de Davi.
• Sete dias de choro e jejum, mas ele sofreu as consequências do seu pecado.

V. O ESTUPRO E INCESTO NA CASA DE DAVI

• Amnon nutre um sentimento doentio por Tamar.
• Amnon desonra Tamar.
• Tamar é envergonhada e fica desolada.
• 13:20 – Absalã se angustia.
• 13:21 – Davi só ficou irado, mas não confrontou seu filho. Por que? Porque não tinha cara nem autoridade.
Quando o pai não tem vida, perde a autoridade para corrigir os filhos.
• 13:22,23 – 2 anos sem nada se resolver na casa de Davi. Sabe quem é culpado? Davi! Por não ter cuidado da sua casa. Se nós não confrontarmos os pecados dos nossos filhos, pagaremos um alto preço pela nossa negligência.

VI. O ÓDEIO DE ABSALÃO POR AMNON

• 13:22 Absalão nutriu um sentimento de ódio por Amnon dois anos por ter este forçada a Tamar, sua irmã.
• 13:32 – Jonadabe, o mesmo homem que era uma víbora no ninho dos filhos do rei e deu o perverso conselho a Amnon, agora diz para Davi: “Não pense o meu Senhor que mataram a todos os jovens, filhos do rei, porque só morreu Amnon; pois assim já o revelavam as afeições de Absalão, desde o dia em que sua irmã Tamar foi forçada por Amnon”.
• Davi não fez nada para resolver esse problema, para estabelecer perdão na sua casa.

VII. ABSALÃO MATA AMNON

• Absalão disse para Tamar: Fica quieta minha irmã, porque eu vou acabar com ele.
• Absalão durante dois anos tramou e planejou a morte de seu irmão.
• Absalão, ainda procura Davi para ir à festa fatídica. Davi se nega a ir e Absalão, então, lhe roga para mandar Amnon. Davi: ou era um pai alienado ou um pai omisso, deixando de conversar com Absalão sobre o problema.
• A espada não se apartou da casa de Davi.
• O pecado dos pais desencadeia tragédias na vida dos filhos.

VIII. ABSALÃO FOGE – 13:34,37

• Absalão fugiu para a casa do pai de Bate-seba.
• Lá Absalão ficou 3 anos e Davi o procurava para persegui-lo. Quanto a Amnon apenas ficou irado, mas nenhuma conversa. Nenhum consolo a Tamar. Agora nenhuma palavra com Absalão, apenas perseguição.
• 14:28 – Agora mais 2 anos em Jerusalém sem ver a face do Pai. Ou seja, 5 anos sem ver o rosto do pai. Ele não encontra mais espaço para se reconciliar com o pai. Davi não quis perdoar o filho. Davi era contraditório. Ele amava Absalão, mas não o perdoava. Ele amava a Absalão, mas só foi verbalizar depois que ele morreu.
• Davi, nem isso você pode acertar? Pai você não pode imaginar o impacto negativo na vida de um filho, quando o agride em palavras.
• 14:29 – Absalão quer reconciliação.
• 14:32 – Absalão está arrependido. Temos que ter discernimento. Não podemos jogar fora essas horas. Davi perdeu a oportunidade.
• 14:32 – Absalão mandou um recado para seu pai: eu prefiro que o senhor me mate, mas fale comigo! Absalão disse: “Eu não aguento mais a ausência do meu pai!”
• Chega de orgulho, agora seu filho precisa de você! Pai e mãe, qual foi a última vez que você chorou com os seus filhos?
• 14:33 – Davi só beija, mas não fica só com seu filho. Não conversa, não confronta,não abraça, não fala com ele depois de 5 anos. Era hora de Davi confessar seu pecado para Absalão e dizer-lhe que o seu pecado tinha trazido tragédia na sua vida. Então, Absalão teria pedido perdão ao pai de matar seu irmão e fugir.

IX. A QUEBRA DE RELACIONAMENTO COM SEU FILHO

• 15:1 – Absalão por não ter perdão, conspira contra seu pai e passar a ter ódio de seu pai.
• Absalão trai Davi, rouba o coração do povo e agora quer matar o pai e tomar-lhe o trono.
• Agora Davi precisa fugir do próprio filho para salvar sua vida. Seu filho agora é seu inimigo.
• Que coisa triste é quando a família se transforma num campo de guerra.

X. ABSALÃO TOMA O TRONO DE SEU PAI TEMPORARIAMENTE E MORRE

• Agora temos 16:14 – Davi e todos estão exaustos! Infelidade, desobediência, esconder, morte, estupro, assassinato, separação, conspiração, a fuga e muitos outros sentimentos trouxeram Davi a uma exaustão emocional e física!
• Por providência divina Davi não morre nas mãos de seu próprio filho. Por providência divina seu trono não é usurpado. Mas a morte de Absalão não é vitória que pode ser celebrada por Davi. Absalão morre e Davi chora.
• Davi confessa seu pecado na hora errada, à pessoa errada. Ele teve todo tempo do mundo para dizer para seu filho que o amava, mas só disse no dia que ele morreu. Há pessoas que passam a vida toda sem demonstrar amor aos pais e aos filhos, mas no dia que morre, manda uma coroa de flores.

CONCLUSÃO

• Cuidado para você não perder os seus filhos enquanto busca sucesso.
• Cuidado para não destruir sua casa, entregando-se ao pecado.
• Cuidado para que o diálogo não morra dentro da sua casa.
• Deus na sua infinita graça, restaurou Davi e o fez um homem segundo o seu coração. Hoje há esperança para você! O maior tesouro que Deus lhe deu são seus filhos! O maior presente que você pode dar aos seus filhos é um casamento abençoado!

Rev. Hernandes Dias Lopes – 1ª Igreja Presbiteriana de Vitória (ES)

lobo_ovelha

Estas são as perguntas que a maioria dos jovens estão fazendo diariamente, pois grande numero de jovens tem deixado seus corações se levar por pessoas que estão longe de Deus. Quero começar citando um capítulo bíblico que nos diz:

“Não vos prendais a um julgo desigual com os infiéis; porque que comunhão tem a luz com as trevas? Que parte tem o fiel com o infiel? Porque vós sois templo de Deus. Por isso saí do meio deles, e apartai-vos diz o Senhor; e não toqueis em coisa imunda; e ai sim eu vos receberei” (II Corintios 6,14 a 18).

 

Deus nos ordena que não devemos nem tocar no que está no mundo, mas o que leva ao jovem a se relacionar com uma pessoa mundana é a esperança de que com o tempo a pessoa vai se afirmar na igreja, esse é um artifício que satanás tem usado para confundir os jovens que se deixam levar pela EMOÇÃO e se esquecem de viver pela RAZÃO.

 

O que os jovens precisam aprender, é viver primeiro pela razão dos fatos para depois dar lugar para a emoção, pois a emoção poderá te cegar, a bíblia fala que enganoso é o coração do homem e em provérbios 3.7 diz: “Não seja sábio aos seus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal”.

 

Mas o que os jovens tem falado aos pastores é o seguinte: “Pastor, eu creio que Deus vai restaurar a vida do meu namorado (a), eu tenho fé para isso, você acha que se ele se apaixonar por mim eu não arrasto ele (a) aqui para a igreja? É obvio que uma pessoa irá freqüentar uma igreja evangélica em função de um namoro com você, o fato é que na maioria das vezes a pessoa não estará na igreja em motivo de adoração a Deus, mas sim para manter as aparências em função de um namoro, e isso poderá trazer sérias conseqüências no futuro do seu ministério.

 

Uma certa vez, uma jovem começou a namorar um rapaz do mundo e se apaixonou perdidamente por ele, todos tentaram tirar aquele rapaz da cabeça dela, mas o sentimento que tomou posse dela de forma que a cegou completamente. Ela já não dava mais ouvidos aos pais nem ao próprio pastor e continuou o namoro com a fé de que ele iria se converter, e de fato o moço ouvindo os conselhos dela foi para a igreja e aceitou Jesus. Passando o tempo, ele parecia estar firme na igreja e ela decidiu se casar com o rapaz, e após o casamento, dias depois da lua de mel, ela o chamou para ir à igreja e ele disse: “Eu nunca mais pisarei em uma igreja, eu ia até a igreja e dava glórias a Deus para segurar você até  casamento, é que eu te amava e não queria te perder… Aquela jovem viveu longos anos de angústia na alma porque deixou de viver pela razão para viver somente pela emoção, sendo assim, o jovem do qual ela se casou, nunca mais pisou na igreja.

 

A precipitação na maioria das vezes traz tristes resultados.

 

Viva somente debaixo da orientação de Deus e serás como uma árvore plantada junto a ribeiros de água, a qual dá o seu fruto na estação própria e TUDO quanto fizer, prosperará (Salmos 01.03)

 

AMADOS, NÃO SE PRECIPITEM.

DEUS TEM O QUE HÁ DE MELHOR NESTA TERRA PARA VOCÊ.

 

Cléuvis Casagrande (Conselhos do Céu)

Anúncios