You are currently browsing the tag archive for the ‘Renascer em Cristo’ tag.

Quando José e Maria saíram de Nazaré para Belém, por decreto de Tibério César, eles não encontraram lugar na estalagem, por isso, foram para uma manjedoura, onde Jesus nasceu. Não havia lugar para Jesus na concorrida cidade de Davi. Os espaços já haviam sido todos disputados e assim, o Cordeiro de Deus, nasceu num estábulo e não num berço de ouro. O criador do universo, o dono do mundo, foi rejeitado no seu nascimento e em sua morte. Ele foi desprezado e dele não fizeram caso.

Os anos se passaram e os homens continuam afobados, correndo de um lado para o outro, cuidando de muitas coisas e não se apercebem que também não têm lugar para Jesus. Suas estalagens estão abarrotadas, seus corações ocupados com muitos cuidados e por essa causa não dão lugar para Jesus.

Muitas pessoas ocupam hoje o lugar de Jesus na vida das pessoas: no mês de dezembro, quando se comemora o Natal, o bojudo Papai Noel torna-se o astro principal do Natal. O velho de barbas brancas, arquejado por um imenso saco de presentes nas costas, tornou-se um garoto propaganda, distorcendo a mensagem central do Natal. O comércio febril, o consumismo insaciável e o multicolorido das praças tolda o verdadeiro sentido do nascimento de Cristo.

Muitas coisas, outrossim, ocupam o lugar de Cristo. Vivemos numa sociedade secularizada. O homem pós-moderno empurrou Deus para os templos religiosos e pensa que ele não interfere nas demais áreas da vida. Assim, as pessoas tornam-se religiosas, até mesmo, se dizem evangélicas, mas não se colocam debaixo do senhorio de Cristo. Vivem segundo os valores de uma sociedade decadente e não segundo os absolutos da Palavra de Deus.

Não havia lugar para Jesus em Belém e não há lugar para Jesus nos corações hoje. Muitas vezes, o espaço que se abre é para o Jesus domesticado pelas conveniências humanas e pelos desvios doutrinários e não para o Jesus das Escrituras. Muitos segmentos religiosos pregam não o Jesus da Bíblia, mas o Jesus guru, o Jesus mestre iluminado, o Jesus milagreiro.

Precisamos resgatar a mensagem que os anjos anunciaram em Belém: “Eis que vos trago boa nova de grande alegria e que será para todo o povo: é que hoje vos nasceu na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor” (Lc 2.7).

Segundo Lucas 2.7, o nascimento de Jesus enfatiza três verdades fundamentais: Primeiro, Jesus é o Salvador do mundo. Não há outro caminho para Deus, outra porta para o céu, outro mediador entre Deus e os homens além de Jesus. Ele veio para salvar o seu povo. Ele veio para nos reconciliar com Deus.

Ele veio para remir-nos dos nossos pecados. Não há mensagem de Natal sem a proclamação da salvação no nome de Jesus. Segundo, Jesus é o Messias prometido. Ele nos foi dado desde a eternidade. Dele falaram os patriarcas e profetas. Para ele apontaram as profecias. Ele é a consumação da esperança do povo de Deus. Ele é o enviado de Deus, o ungido, o profeta, o sacerdote e o rei, aquele que veio buscar e salvar o perdido. Terceiro, Jesus é o Senhor. Diante dele todo o joelho se dobra no céu, na terra e debaixo da terra. Ele governa o universo, dirige as nações e reina sobre o seu povo. Ele tem toda autoridade no céu e na terra. Ele está assentado no trono e tem o livro da história em suas mãos. Dele, por meio dele e para ele são todas as coisas.

Há lugar na sua vida para o Jesus do Natal? Seu coração é dele? Ele é o amado da sua alma? Você já se refugiou nele e o recebeu como o seu salvador? Natal é mais do que troca de presentes e mesa farta. Natal é Jesus.

Rev. Hernandes Dias Lopes

coroa

Introdução antes da revelação da palavra:
Deus vai encher os nossos celeiros nesses próximos anos. Mesmo diante de previsões pessimistas por conta da crise, Deus vai nos prosperar no Egito. É o tempo em que as vacas magras prevalecerão, mas os nossos celeiros estarão cheios. Viveremos Ml 3:18

Texto Base: I Sm 16:1-14
Esse ano Deus vai fazer uma revolução nas nossas vidas. Esse é o Ano de Davi, o homem mais forte da Bíblia, o homem mais poderoso de Deus. Esse é o ano em que Deus realmente vai fazer a diferença nas nossas vidas.
Ano de vitórias, ano de restauração, ano de restituição, ano de conquista, ano de ser aclamado rei!
Deus disse: eu me provi de um rei.

Daquele dia em diante, o Espírito do Senhor se apossou de Davi (vs 14)
No final de 2009, teremos a unção que nunca tivemos, viveremos o que nunca viveremos, porque a Palavra do Senhor nos guiará.

Deus havia desejado um rei e Saul havia sido escolhido, mas jogou fora sua unção. Deus disse que tinha um homem segundo o seu coração (At 13:22). Davi foi o homem que Deus desejou levantar e marcar para ser um diferencial.

O Ano de Davi significa viver o poder da eleição (Jo 15:16).

Jesus disse: muitos são chamados, mas poucos são escolhidos. Isso é o Evangelho, é ser eleito, é viver Jo 1 – o Senhor veio para os seus, mas eles não o receberam. Mas todos quanto o receberam foram feitos filhos de Deus.
A minha eleição é aquilo que realmente ninguém pode tirar. Não se compra com dinheiro, não se adquire com sacrifícios, é graça! Nós fomos escolhidos por amor, pela graça de Deus. Davi estava fora dos padrões que Samuel imaginava, mas Deus disse que o homem vê o exterior, mas Deus vê o coração.

Esse é o ano de viver a força da unção.

Davi tinha de enfrentar um gigante que todos tinham medo. O exército de Saul esperou por 40 dias, mas ninguém teve coragem para enfrentar. Davi se levanta e vai, porque ele tinha unção.
Quando Davi pôs os pés no campo de batalha, o diabo já começou a tremer, porque ele sabia que ali estava o ungido de Deus. E neste ano, por onde nós andarmos, nós viveremos a força do Senhor (Fl 3:4)
Davi não derrubou um gigante – ele derrubou TODOS. Nós vamos derrotar todos os gigantes que se levantam contra as nossas vidas. Esse ano é ano de queda de gigantes!!!
I Sm 17:54 – Deus deu a Davi um troféu. E neste ano, Deus nos dará um troféu. Davi levou a cabeça do gigante para casa. E carregava para todos os lugares esse troféu. E depois de algum tempo, ele levou a cabeça de Golias para Jerusalém. E nesse ano, Deus nos dará muitos troféus.

Esse ano é ano de vitórias (I Sm 18:6-7)

Aonde Davi ia, Deus dava vitórias. E onde nós formos, Deus nos dará vitórias. Tudo o que acontecer comigo, eu terei vitória, em Nome de Jesus!

Ano de Davi é ano de restituição

Tudo aquilo que o diabo roubou, nós teremos a restituição em nome de Jesus. II Sm 30 – não vai me faltar coisa pequena e nem coisa grande, de tudo aquilo que eu fui roubado, eu serei restituído em Nome de Jesus!
É ano de restituição da Arca (ano de restituir o ministério, a vida espiritual)
É ano da restituição daqueles que foram roubados

Ano de Davi é ano de restauração (Hb 12:17)

Esaú não achou caminho de arrependimento, mas no Salmo 51, Davi achou caminho de arrependimento. Nesse tempo, Deus vai restaurar vidas, casamentos, pessoas que estavam desanimadas e caídas. É tempo de grande restauração.

Ano de Davi é ano de assumir o reino

Davi ficou sete anos em Hebrom e ali teve muitas vitórias. Ele teve 15 filhos de esposas, fora as concubinas. Em Hebrom, ele teve seis filhos e ali reinou e depois disso, recebeu a benção do reino de Israel. Após a morte de Saul, apenas a tribo de Judá reconheciam Davi como rei. Mas chegou o tempo em que todos reconheceram como rei (II Sm 2:3).

Esse é ano de assumir o reino que Deus preparou para as nossas vidas.
Ano de Davi é ano de guerra, mas é ano de paz, porque a cada vitória que Davi tinha, o Senhor trazia paz. Davi conquistou paz através das guerras. Esse ano é o ano da união do reino. E a união do reino significa sair de Hebrom para ir para Jerusalém. O melhor de Deus para nós é Jerusalém.

Ano de Davi é ano de prosperidade, É ano de aliança, É ano de derramar a água de Belém, de se valer da arca, de conquistar Jerusalém.

Em Nome do Senhor, esse será o melhor ano que já vivemos em toda nossa vida!!!
Esse ano as minhas lutas se transformarão na glória da segunda casa!

Depois que Davi foi ungido por Samuel, nunca mais o espírito do Senhor saiu da vida dele!
Ap. Estevam Hernandes – Igreja Renascer em Cristo